15 joias são apreendidas na casa da irmã de Adriana Ancelmo

15 joias são apreendidas na casa da irmã de Adriana Ancelmo

As buscas foram parte das investigações da operação Calicute, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

A Polícia Federal apreendeu nesta sexta-feira (23) 15 joias na casa da irmã da ex-primeira-dama, Nusia Ancelmo.

Entre os endereços alvo da operação, está o apartamento da ex-governanta de Adriana, Gilda Maria de Souza Vieira da Silva.

De acordo com uma fonte da PF, os agentes estiveram na casa da irmã de Adriana Ancelmo e na residência da governanta da família em busca de joias da ex-primeira-dama supostamente escondidas. Os agentes tentam reaver 149 peças de um total de 189 que teriam sido compradas como forma de levar dinheiro oriundo de corrupção.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) é de que o dinheiro lavado veio de propina obtida junto a empreiteiras para que elas ganhassem contratos de obras no Rio entre os anos de 2007 e 2014.

Quarenta joias já haviam sido apreendidas no apartamento de Cabral, que foram avaliadas em R$ 2 milhões. Após ser presa e ficar atrás das grades em Bangu, Adriana Anselmo está em prisão domiciliar e aguarda o julgamento em liberdade.

O apartamento da cunhada do ex-governador, em Ipanema, foi vasculhado pelos agentes da PF. Segundo as investigações, algumas joias apreendidas foram compradas por Adriana e teriam sido dadas de presente a uma sobrinha, filha de Nusia.

Em depoimento prestado à Justiça Federal no fim do mês passado, Sérgio Cabral admitiu que comprava joias da joalheria Antônio Bernades à esposa em datas festivas com dinheiro advindo 'de sobras de campanha eleitoral'.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Oi propõe plano para pagar credores com até R$ 50 mil
A etapa posterior será comparecer ao centro de atendimento agendado na plataforma, acompanhado do advogado, se houver. O excedente do crédito também será pago na forma do Plano de Recuperação apresentado a 29 de Maio.

'Sonha em conhecer Paris? 'Não venha', brasileiro viraliza na internet
Mas, para não entrar em generalizações, ele explicou melhor o caso: "Generalizar, dizer que o povo fede na Europa, é um clichê". Ele é categórico: "Vou dar um conselho para você que quer vir para a Europa nos meses de junho, julho e agosto: não venha".

"Não há negociações por Dembelé", afirma diretor desportivo do Dortmund
O Barcelona prepara-se para 'abrir os cordões à bolsa' para garantir o concurso de Ousmane Dembelé, jogador do Dortmund. Na última temporada, o jogador francês, apontou 10 golos em 49 jogos pelo Borussia Dortmund.

Ministério Público aceita substituir pena de prisão de Messi por multa
Mas, com esta segunda opção, Messi correria o risco de ser preso em caso de reincidência em um delito similar durante o período.

Outras notícias