Analistas ouvidos pelo Banco Central reduzem previsão do PIB para 2017

Banco Central divulga Boletim Focus às segundas-feiras com estimativas do mercado financeiro para a economia- ANTONIO CRUZ  AGÊNCIA BRASIL

A projeção para a taxa básica de juros permaneceu inalterada na pesquisa Focus do Banco Central para este ano e o próximo, com perspectiva de ritmo mais fraco de corte da Selic em julho e crescimento menor tanto em 2017 quanto em 2018. O PIB também teve queda em sua projeção.

Esta citação da projeção de 4,25% para a inflação em 2019 nos documentos mais recentes surge em um momento em que o Conselho Monetário Nacional (CMN) está perto de definir a meta para o IPCA em 2019. A estimativa é do presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, que participou de café da manhã promovido pela Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB), em São Paulo. Quatro semanas atrás, as expectativas eram de 3,89% e 4,30%, respectivamente.

Os analistas Top 5 de médio prazo também diminuíram suas projeções para o aumento do IPCA em 2017 - de 3,64% para 3,51% - e de 2018 - de 4,20% para 4,19%.

Para a inflação, os economistas preveem que o IPCA deve chega a 3,71%.

O relatório indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permaneceu em 8,50% ao ano, também igual ao verificado um mês atrás.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, caiu de 0,50% para 0,41% em 2017.

No início do mês, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados do PIB no primeiro trimestre deste ano: houve queda de 0,4% ante o mesmo período de 2016 e avanço de 1,0% ante o quarto trimestre do ano passado. O DI janeiro de 2021 (180.180 contratos) fechou com taxa de 10,27%, de 10,30% na sexta-feira. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação. Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo assim, o controle sobre a inflação. Segundo o Boletim Focus, a moeda americana deve ficar em R$ 3,30 no fim de 2017 e em R$ 3,40 ao final de 2018.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Maduro denunciará ao Papa uso de crianças em atos violentos na Venezuela
A oposição também critica o método de escolha dos constituintes, alegando que beneficiará o governo. Hoje, porém, a Corte amanheceu fechada e sob proteção militar.

Ex-jogador do Paraná e do Grêmio morre em acidente de carro
Por meio de nota, o presidente do Paraná Clube , Leonardo de Oliveira, decretou três dias de luto e lamentou a morte do atleta. Segundo a corporação, um passageiro do veículo teve ferimentos leves e recusou atendimento médico.

Miguel Cardoso é o novo treinador do Rio Ave
O Rio Ave vai apresentar o novo treinador nesta segunda-feira, em conferência de imprensa marcada para as 12 horas. Melhorar os nossos jogadores, torná-los mais valiosos e apetecíveis no mercado.

Em plebiscito, portorriquenhos optam pela anexação aos Estados Unidos
Mas Porto Rico é visto como uma baixa prioridade em Washington. Mas desde então nada mudou e Rossello quer tentar novamente.

Outras notícias