Anita Pallenberg é de um tempo de grandes transgressões

Anita Pallenberg é de um tempo de grandes transgressões

A ex-modelo italiana Anita Pallenberg morreu aos 73 anos, de causas não divulgadas. A morte foi confirmada pela atriz Stella Schnabel, filha da artista e do diretor norte-americano Julian Schnabel, em seu perfil no Instagram.

"Nunca conheci uma mulher como você, Anita". "Acho que não há ninguém neste universo como você.", continuou. "Estamos todos cantando para você, como você gostava", escreveu a atriz. Ela teve um relacionamento de quase vinte anos com Keith Richards, que chegou ao fim no início dos anos 80, com quem teve três filhos: Marlon Richards, Angela Richards e Tara Richards, esta última morreu com apenas 10 semanas de vida de pneumonia. Ela ainda teve um rápido affair com Mick Jagger durante a gravação do filme Performance (1970), de Donald Cammel e Nicolas Roe.

Richards não foi o único Rolling Stone em sua vida.

Em uma de suas últimas aparições, em setembro do ano passado, Anita desfilou na semana de moda de Londres, durante o desfile primavera-verão de Pam Hogg.

Anita se tornou um ícone da moda ao acompanhar os Rolling Stones por todo o mundo junto com Marianne Evelyn Faithfull, até então companheira do vocalista Mick Jagger.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Procuradoria diz que vai recorrer de absolvição de Adriana Ancelmo
A força-tarefa da Lava Jato apresentará o recurso ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). A sentença foi publicada nesta terça-feira (13) pela Justiça Federal em seu sistema eletrônico.

Relatório da reforma trabalhista deve ser lido hoje em comissão do Senado
A proposta de reforma ainda deve passar pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) antes de seguir para votação no plenário da Casa.

Paquistão sentencia homem à morte por blasfêmia no Facebook
De acordo com o jornal The Times of Índia, Taimoor Raza acabou sendo preso em um ponto de ônibus após um agente antiterrorismo encontrar postagens com conteúdo de ódio em seu celular.

Após demissões, Uber estuda afastar presidente-executivo
O conselho está considerando a proposta de manter Kalanick afastado durante alguns meses com uma "licença". A multinacional passa por uma reforma da direção em meio a acusações de machismo e abuso sexual.

Outras notícias