Catar rejeita lista de exigências de países árabes

Quatro países árabes apresentam 13 exigências ao Qatar

O ministro de Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, Anwar Gargash, afirmou que os países árabes que estão isolando diplomaticamente o Catar não buscam forçar a deposição da liderança do país, mas estão dispostos a cortar relações, caso não concorde com suas demandas.

O documento dá prazo de 10 dias para o cumprimento das exigências, mas o Catar considera que "não estão destinadas a lutar contra o terrorismo e sim a interferir em sua política externa", segundo o diretor do gabinete de Comunicação do governo, xeque Saif ben Ahmed Al Thani.

Entre as exigências ao Qatar, além do encerramento da Al-Jazeera, está a redução do nível de relação diplomática com o Irão e o encerramento de uma base militar turca no emirado.

O presidente turco rejeitou uma exigência dos principais países árabes ao anunciar neste domingo que não vai retirar as tropas turcas de sua base no Qatar.

A Time escreve que o ultimato prevê que se o Qatar aceitar cumprir as exigências feitas, terá também de ser inspeccionado uma vez por mês no primeiro ano e, depois, uma vez por trimestre no segundo ano. Tendo sido a Turquia um dos primeiros países a dar a mão ao Qatar logo no início da guerra diplomática. Além disso, em outra demanda, os países pedem que as agências de notícias que o Qatar patrocina direta e indiretamente também sejam fechadas, como a Arabi21, Rassd, Al Araby al-Jadeed e a Middle East Eye.

Questionado sobre a lista de exigências enviada ao Qatar pelos países 'vizinhos (Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos), o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, recusou-se a comentar diretamente a questão. Outros aliados, como o Bahrein e o Egipto, acompanharam a decisão.

Os quatros governos árabes entregaram a sua lista de demandas na quinta-feira.

Assim o Qatar terá de cortar todos os laços com a organização Irmandade Muçulmana, mas também com a organização terrorista Estado Islâmico e Al Qaeda, assim como com Hezbolla libanês e a Frente Fateh al Cham (antigo braço da Al Qaeda na Síria).

O Qatar é ainda instado a extraditar os opositores aos regimes dos seus três vizinhos e do Egito, e encerrar os 'media' que os apoiam, segundo a versão dos pedidos que circulam nas redes sociais.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Filtros de óleo Mahle
Os filtros de óleo da Mahle são capazes de manter a quantidade do óleo a todos os momentos. Estes cartuchos são feitos de papel para assegurar que são amigos do ambiente.

Explosão de caminhão-tanque mata mais de 140 pessoas no Paquistão
As vítimas foram apanhadas numa explosão 45 minutos depois do acidente quando aproveitavam para recolher o combustível derramado. O acidente aconteceu nas primeiras horas de domingo perto da cidade de Ahmedpur East, 500 quilômetros ao sul de Lahore.

Gmail irá deixar de analisar emails para publicidade personalizada
Os usuários inclusive poderão desativar totalmente a personalização de anúncios dentro do Gmail , de acordo com a empresa. Com o objectivo de tornar o serviço G Suite mais atrativo para as empresas a Google optou por fazer esta alteração.

Avião com Gilmar Mendes sofre pane e retorna para Brasília
Durante o julgamento, Gilmar se desentendeu com o ministro Luis Roberto Barroso e chegou a deixar o plenário por algum tempo. O avião da FAB retornou à Brasília e pousou na base aérea cerca de uma hora depois da decolagem, às 19h45.

Outras notícias