Doleiro confirma que operava propina para o PMDB

A toga não pode dar ao juiz ou ao procurador-gral a sensação de que é Darth Vader

Na última quarta-feira (14), o doleiro Lúcio Bolonha Funaro fez novas revelações à Polícia Federal.

Convocado para esclarecer alguns pontos do último interrogatório, Funaro respondeu todas as perguntas que lhes foram feitas e, inclusive, fez declarações sobre o presidente Michel Temer (PMDB) e o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, acusados por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça. Não foi detalhado o grau de conhecimento do atual presidente sobre essas irregularidades.

Ao Globo, a assessoria de Temer negou que o presidente tivesse conhecimento de qualquer doação de origem ilícita ao PMDB.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) sustenta, a partir de uma gravação feita por Joesley Batista, que Temer deu aval para que o empresário comprasse o silêncio de Funaro e do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

No primeiro depoimento, Funaro acusou Geddel de fazer sondagens para saber se ele iria mesmo fazer acordo de delação premiada, como estava sendo ventilado pela imprensa.

Entre outras coisas, no depoimento que ainda está sob sigilo, o doleiro explanou sobre o esquema de nomeações a cargos públicos articuladas pelo PMDB e que funcionavam com associações a desvios de recursos. De acordo com ele, os recebimentos de recursos da JBS estão ligados a três contratos legais que o empresário mantinha com ele para prestação de serviços em operações de mercado.

O operador disse ainda que mala com R$ 400 mil em dinheiro vivo recebida por sua irmã, Roberta Funaro, é parte do pagamento por serviços prestados de forma lícita.

Preso desde 1.º julho de 2016, Funaro contratou o escritório do criminalista Antonio Figueiredo Basto, especialista em delações. A oitiva foi solicitada pela PF no âmbito do inquérito da operação Patmos, que investiga o presidente Michel Temer.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Decretados serviços mínimos para a greve dos professores
O líder da Fenprof, Mário Nogueira, diz que apenas foi por agora informado que a decisão não foi unânime no colégio que avaliou o caso.

Acidente com camião e cinco carros faz dez feridos na A7
A informação foi confirmada à TVI por fonte dos Bombeiros Voluntários de Vila do Conde. O acidente deu-se no sentido Vila Nova de Famalicão - Vila do Conde.

Wilma de Faria, ex-governadora, morre de câncer em Natal
A ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria morreu , aos 72 anos, em Natal na noite desta quinta (15). Garibaldi Alves, do PMDB, afirmou que "a notícia de sua morte entristece o Rio Grande do Norte".

Receita libera hoje o primeiro lote de restituição do IR
No total, 1.636.218 contribuintes serão ressarcidos pela, sendo que R$ 3 bilhões serão creditados em conta hoje. A página da Receita Federal na internt está disponível para quem quiser saber se teve a declaração liberada .

Outras notícias