Fitch vai passar posição portuguesa de "estável" para "positiva"

Fitch melhora perspetiva da dívida portuguesa

Para já, tudo se mantém igual na classificação do país: o rating continua a estar (desde Novembro de 2011) em BB+ (a 11.º nota mais baixa numa escala de 20 níveis de avaliação, o degrau imediatamente antes do grupo de investimento de qualidade).

Ainda não é uma revisão do rating, mas é o primeiro passo para que a Fitch coloque Portugal fora do nível de lixo financeiro, em que se encontra desde 2011. Apesar disso, a agência de notação acredita que Portugal irá diminuir o rácio da dívida para 126% no próximo ano e para 111% em 2026.

A agência de rating prevê que o défice público venha a ficar em 1,4% do produto interno bruto em 2018 e que a taxa de crescimento da economia seja de 2% durante o ano corrente. Mas deixa, por outro lado, um conjunto de notas menos positivas.

"A Fitch exclui da dinâmica da dívida qualquer impacto potencial de intervenções no setor bancário". A Fitch escreve, ainda assim, que a solvabilidade dos bancos foi reforçada com os aumentos de capital realizados na Caixa e no BCP e que uma redução mais rápida no crédito malparado poderá exigir novas operações de reforço dos capitais.

A mesma agência pronuncia-se ainda sobre a solução de Governo português, considerando-a estável, mas admite que o BE e o PCP pressionem o Governo para "relaxar" a consolidação orçamental, um cenário que o Governo não tem posto em cima da mesa, reafirmando publicamente o compromisso com a redução do défice nos próximos anos. No entanto, a agência já tinha subido a perspetiva da dívida nacional (entre abril de 2014 e março de 2016), sem depois tomar qualquer decisão sobre alterações ao rating.

"É um sinal, mais um, do reconhecimento do enorme esforço que tem sido materializado nos resultados económicos que têm sido conhecidos e no rigor das finanças públicas que Portugal tem vindo a desenvolver", disse o governante à Lusa, em Lisboa, à chegada do Conselho dos Ministros das Finanças da União Europeia, que hoje se realizou no Luxemburgo. Em 2018, registar-se-á um abrandamento, caso se confirmem as previsões da Fitch, para 1,6%.

AFitch anunciou esta sexta-feira uma melhoria o outlook do país, para a evolução da dívida soberana. A da Fitch coincidiu com a decisão europeia. E se o calendário não mudar, a agência só volta a tomar uma nova decisão em Dezembro; mas até lá pode pronunciar-se sobre Portugal e isso ajudará a antecipar o sentido da decisão.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Tempo. Calor aumenta a partir desta sexta-feira
Beja tem uma previsão de 42 graus centígrados, Portalegre e Castelo Branco de 39, Vila Real e Bragança de 37 e Viseu 36. O Instituto prevê ainda uma pequena subida da temperatura mínima nas regiões do interior e subida da máxima.

UPE abre inscrições para concurso com 388 vagas em diversos níveis
As inscrições estão abertas a partir de hoje (15/06), seguindo até 16 de julho de 2017, pelo site da UPENET (www. upenet .com.br). A avaliação será constituída de prova escrita objetiva para quem concorrer ás vagas de assistente e gestão universitária.

Liesa suspende desfile de escolas de samba no Rio após corte
A decisão da Liesa foi tomada durante uma reunião na sede da entidade com a participação de presidentes das escolas de samba . Apesar disso, dirigentes das principais agremiações da Liesa o apoiaram no segundo turno da campanha eleitoral do ano passado.

Battaglia é leão com cláusula de 60 milhões — Oficial
Os leões fixaram a cláusula de rescisão do atleta nos 60 milhões de euros sendo uma forte aposta de Jorge Jesus. O brasileiro vai a título de empréstimo, enquanto que o português passa a pertencer aos quadros arsenalistas.

Outras notícias