França: Projeções apontam 355 assentos para Macron na Assembleia, de 577

Emmanuel Macaron nas comemorações de 18 de junho do General de Gaulle por Bertrand Guay POOL  Lusa

A boa notícia para Macron é que todos os membros do Governo que se apresentavam a sufrágio terão sido eleitos (se assim não fosse a regra estabelecida implicaria que tivessem de se demitir).

O presidente da França, Emmanuel Macron, votou neste domingo no segundo turno das legislativas francesas pouco depois das 9h (horário local, 4h em Brasília), antes do acostumado por ele, já que tinha que presidir uma cerimônia militar por volta das 11h (6h em Brasília). Institutos de pesquisa de opinião pública dizem que, após o desempenho dominante no primeiro turno da semana passada, o REM poderia conquistar até 450 lugares neste domingo, dos 577 assentos da Assembleia Nacional francesa.

Esse número significativo de assentos garantiria um forte mandato paga Macron, com mais liberdade para avançar rapidamente na legislação prometida, nomeadamente uma mudança das leis trabalhistas para facilitar contratações e demissões. Uma taxa de participação saudável pode atenuar a esperada vitória do partido de Macron. Já o partido conservador "Os Republicanos", com uma projeção de 60 a 80 cadeiras, se tornaria o principal partido de oposição.

Na primeira volta das legislativas, o REM liderou os resultados com 32,3 por cento dos votos, à frente da direita (21,5 por cento), da esquerda radical (13,7 por cento), da extrema-direita (13,2 por cento) e dos socialistas (9,5).

Os cerca de 47 milhões de eleitores convocados para o segundo turno da eleição legislativa francesa não se mobilizaram para o pleito.

Também se confirma o desastre esperado para o Partido Socialista, que controlava a maioria na Assembleia Nacional e ficará a partir de agora com entre 27 e 49 deputados junto com os aliados ecologistas. Melenchon é conhecido por suas palavras audaciosas, mas sua colocação ressaltou a preocupação com um eventual todo-poderoso Macron que, segundo Melenchon, "vai acabar acreditando que anda sobre a água". "Combateremos com todas as nossas forças os projetos do governo criados em Bruxelas", afirmou Le Pen, que até então representava a França na Eurocâmara.

Do lado da Frente Nacional (FN, xenófoba) é caso para algumas palmas e outros tantos assobios.

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, considerou que a ampla vitória obtida hoje pelo seu partido, na segunda volta das legislativas em França, significa um apoio às reformas anunciadas pelo Presidente, Emmanuel Macron.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Filtros de óleo Mahle
Os filtros de óleo da Mahle são capazes de manter a quantidade do óleo a todos os momentos. Estes cartuchos são feitos de papel para assegurar que são amigos do ambiente.

Corpos de namorados mortos a tiros são enterrados em Aparecida de Goiânia
A corporação investiga o caso e busca imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a identificar e localizar os suspeitos. No boletim de ocorrência consta que o veículo estava suspenso por um macaco hidráulico, com o estepe e a chave de roda ao lado.

Fogo ameaça habitações em Pedrógão Grande
Entre os seis bombeiros feridos, "cinco foram evacuados", disse ainda Jorge Gomes que se encontra no local. Um fogo em conclusão é um incêndio extinto com pequenos focos de combustão dentro do perímetro atingido.

Real Madrid "absolutamente convencido" da inocência de Cristiano Ronaldo
O português está a ser acusado em Espanha de fuga ao Fisco, numa suposta dívida de mais de 14 milhões de euros. A manhã de sexta-feira (16 de junho) foi agitada para Cristiano Ronaldo e o Real Madrid .

Outras notícias