Morto em incidente na Champs-Élysées era conhecido das forças de segurança

AFP  Thomas SAMSON

Um homem armado atingiu com seu veículo um furgão da polícia voluntariamente nesta segunda-feira na famosa avenida Champs-Elysées de Paris.

Segundo fontes da polícia, o autor da colisão teria sido identificado como um homem de 31 anos de um subúrbio de Paris, criado na ideologia salafista radical, e estaria levando consigo um fuzil kalashnikov e revólveres. Sem causar vítimas, a tentativa de ato aconteceu na Champs-Elysées, a poucos metros do local onde outro policial foi morto por um extremista há dois meses.

"Mais uma vez, as forças de segurança na França foram alvos", declarou, indicando que foram encontrados no veículo utilizado no ataque "algumas armas e explosivos que poderiam fazer este carro explodir". De acordo com a emissora BFM, o veículo estava carregado com botijões de gás.

O suspeito do ataque já era conhecido pelo serviço de inteligência.

A unidade anti-terrorismo de Paris afirmou que uma investigação foi aberta.

No local, no coração da capital francesa, um vasto perímetro de segurança foi estabelecido. O suspeito foi morto pelas equipes de segurança, confirmou o ministro do Interior da França, Gerard Collomb. O tráfego está sendo desviado pelas autoridades e a estação de metrô mais próxima foi fechada.

Duas horas após o ocorrido, os turistas já estavam de volta à avenida e as lojas próximas voltaram a abrir.

A França tem estado sob um alto nível de alerta depois de uma série de ataques militantes islâmicos nos últimos anos, incluindo quando um policial foi atingido por um tiro em um ponto de ônibus na Champs-Élysées em abril, em uma ação reivindicada pelo Estado Islâmico.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

ONU: Número de refugiados chega a 65,6 milhões e bate recorde
Uma conclusão fundamental do relatório " Tendências Globais " é que o nível de novos deslocamentos continua muito alto. Desse total, 17,2 milhões estão sob a responsabilidade do Acnur, e o restante é formado por refugiados palestinos.

Botafogo enfrenta Chapecoense para acabar com jejum de cinco jogos sem vencer
A Chapecoense até chegou algumas vezes com perigo no primeiro tempo, principalmente com Apodi , mas faltou atenção na defesa. Enquanto a equipe catarinense se afasta ainda mais da liderança, estaciona nos 13 pontos e ocupa o quinto lugar na tabela.

Atropelamento mortal em Londres mata um muçulmano
Theresa May informou que iria presidir uma reunião de emergência na manhã desta segunda-feira para discutir o assunto. A premier britânica, Theresa May , afirmou que o atropelamento é tratado como um "potencial ataque terrorista".

Presidente evita detalhes sobre investigação de atentado — Colômbia
Técnicos especialistas em explosivos inspecionaram o local para determinar que tipo material foi utilizado no atentado. Ações para impedir o processo de paz enfrentarão resistência já que a população apoia a solução, afirmou Currea-Logo.

Outras notícias