Parada LGBT terá Anitta e Daniela Mercury

Reprodução  Instagram

O evento acontece das 12h às 18h, na Avenida Paulista e imediações, e este ano terá como tema Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Além do axé de Daniela Mercury, que cantou ao vivo, os trios tocam sertanejo, samba, funk ("Deu Onda", sucesso do último carnaval) e principalmente música eletrônica.

Anitta e Naiara Azevedo se apresentarão em um trio patrocinado pelo Uber. Junto com elas, na festa batizada de Chá da Alice, estarão Márcia Freire, ex-vocalista da banda Cheiro de Amor, e a cantora amazonense Lorena Simpson. A patrocinadora ainda promete uma atração especial, que só será divulgada no sábado, véspera da Parada. O percurso será de aproximadamente 3,5 quilômetros, partindo da Avenida Paulista, seguindo pela Rua da Consolação. Seja a garrafa de catuaba na mão, a purpurina no rosto ou a fantasia de unicórnio e os maiôs, ao menos algum desses itens está em todos os grupos de amigos que acompanham os 19 trios elétricos que ainda desfilam nesta tarde na Rua da Consolação, lotada.

"Tem pessoas que não se assumem, porque têm medo de perder o emprego, de não ser aceitos em suas famílias, porque têm vergonha".

Durante o cortejo deste domingo, ativistas, políticos e personalidades deverão fazer discursos cobrando avanço de direitos, proteção e acesso à diversidade de gênero. "Infelizmente, há quem vá para o evento só para beber e usar drogas, mas eu represento uma classe que luta por inclusão e respeito à cidadania".

A prefeitura informou que a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar estarão mobilizadas no domingo para dar suporte ao evento. A Delegacia de Crimes de Intolerância (Decradi) também estará de prontidão.

Às 11h, a Avenida Paulista já estava tomada de participantes, vários com fantasias especiais para o evento.

Uma pesquisa feita na edição de 2016 pelo coletivo Vote LGBT, em parceria com pesquisadores da USP, Unifesp e Cebrap, revelou que quase metade do público do evento - que ocorre três dias após a Marcha para Jesus - é formada por cristãos: católicos, evangélicos e kardecistas somam 45,7% da Parada.

Reação "Orgulho" estará disponível durante todo o mês de Junho.

"Espero que o governo brasileiro se posicione neste ponto e garanta os nossos direitos, não só o ganho de direitos, mas mantê-los e que não virem moeda de troca com as bancadas fundamentalistas", disse Tainá Brigante, que há cinco anos consecutivos comparece ao evento. Para disponibilizar a função, basta seguir a página "LGBTQ@Facebook". Para utilizar o emoji, que traz a bandeira arco-íris usada pelo movimento LGBT, basta publicar Tweets com a hashtag #ParadaSP.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Em busca de afirmação, Fluminense e Flamengo disputam clássico
Na origem do lance, Everton que participo do gol estava em condição irregular, mas a arbitragem errou e acabou confirmando o gol . Dez minutos depois Berrío também fez grande jogada e quase virou, mas Reginaldo travou no momento certo.

Ataque com explosivos em Bogotá deixa três mortos
Entre os nove feridos, há outra francesa em estado crítico. "O terrorismo quer mudar a agenda do país, começando pelo presidente. O ELN , por sua vez, pediu uma investigação profunda do caso para que os responsáveis sejam identificados.

Hóquei em patins. FC Porto campeão nacional
Os azuis e brancos derrotaram o Riba d'Ave por 11-4 e precisavam que os encarnados não vencessem os leões fora. Na segunda parte, João Pinto fez o 3-1 aos 28' e Sergi Miras dilatou a contagem aos 38'.

Filha de Carrie Fisher responde publicamente sobre causa de morte da mãe
A causa da morte da atriz Carrie Fisher foi confirmada pelo necrotério do condado de Los Angeles na sexta-feira (16/6).

Outras notícias