Pedrógão. Militares da GNR denunciam falta de meios

Pedrógão. Militares da GNR denunciam falta de meios

César Nogueira afirma que vários militares estão indignados pela abertura de um inquérito pela ministra da Adminstração Interna, "parecendo dar logo à partida responsabilidades aos guardas que estiverem no local".

A Associação dos Profissionais da Guarda apontou a falta de militares em patrulhas e problemas no sistema de comunicações (SIRESP) como razões para a estrada nacional 236 não ter sido cortada.

O responsável adiantou que vários militares estão afetados com a tragédia e alguns meteram mesmo baixa psicológica porque sentem que fizeram tudo o que podiam e acabaram por não conseguir salvar dezenas de pessoas.

O presidente da associação, César Nogueira, esperou alguns dias para reagir a este caso mas explica que depois de recolheram elementos confirmaram que em cada um dos três concelhos afetados (Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra) existiam apenas dois homens num carro em patrulha.

Um dos exemplos dados por Nogueira é o do posto da GNR de Pedrógão Grande, que tem 15 militares, quando deveria ter o "dobro". Esta situação, aliada às falhas no SIRESP, provocou um cenário de "falta de meios". Realçou ainda que de serviço naquele dia, 17 de julho, só estavam dois de patrulha e um no posto devido a folgas e férias.

"Quem não cortou a estrada não o fez porque não tinha informação", disse.

Associação dos Profissionais da Guarda acredita que o problema de falta de meios poderiam ser resolvido se metade dos 23 mil profissionais da GNR a cumprir funções burocráticas ou administrativas fossem alocados para trabalho operacional no terreno. Por isso, César Nogueira lamenta que tantos guardas façam trabalho burocrático e não no terreno.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

ATUALIZADA - Governo estuda usar FGTS para poupar seguro-desemprego
Por isso, as contas individuais são apartadas do restante de negócios do Fundo. O valor mensal seria equivalente ao último salário recebido pelo empregado.

Explosão de caminhão-tanque mata mais de 140 pessoas no Paquistão
As vítimas foram apanhadas numa explosão 45 minutos depois do acidente quando aproveitavam para recolher o combustível derramado. O acidente aconteceu nas primeiras horas de domingo perto da cidade de Ahmedpur East, 500 quilômetros ao sul de Lahore.

Gmail irá deixar de analisar emails para publicidade personalizada
Os usuários inclusive poderão desativar totalmente a personalização de anúncios dentro do Gmail , de acordo com a empresa. Com o objectivo de tornar o serviço G Suite mais atrativo para as empresas a Google optou por fazer esta alteração.

Começa nesta sexta (23) o Feirão da Casa Própria da Caixa
A faixa 3 prevê o financiamento com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) também com taxas abaixo do mercado. Considerado o maior do ramo imobiliário, o Feirão acontece também em outras 13 cidades do país, de maio a junho de 2017.

Outras notícias