Rússia não tem confirmação segura da morte de al-Baghdadi — Lavrov

Líder do Estado Islâmico pode ter sido morto pela Rússia

"Segundo informações que recebemos por diversos canais, o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr Al Baghdadi, estava em uma reunião de chefes da organização, atacada pela aviação russa, e foi morto na ação", disse o ministério em comunicado.

A coalizão internacional liderada pelos EUA afirmou que também não pode confirmar o anúncio de Moscou sobre a morte de Al-Bagdadi. "Além de 30 comandantes de nível médio e cerca de 300 guerrilheiros". A informação é avançada pela agência russa RIA, que cita o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.

Segundo avança a agência Reuters, o ataque aéreo, que terá vitimado o líder da organização terrorista, terá sido realizado no dia 28 de maio, enquanto o grupo fundamentalista islâmico se encontrava em reunião na cidade síria de Raqqa.

O exército russo enviou drones para o local. A maior parte de Mossul já foi retomada pelas forças iraquianas. Nascido no Iraque e um dos homens mais procurados do mundo.

Não é a primeira vez que há relatos da morte de al-Baghdadi.

Desde então, o Estado Islâmico perdeu uma quantidade considerável de território, assinala a BBC, e tem estado sob pressão dos ataques das forças russas e dos EUA e aliados.

Aos ser questionado pela AFP sobre o tema, Ryan Dillon, porta-voz da coalizão antijihadista, respondeu: "Não podemos confirmar estas informações no momento".

Os EUA também enviaram tropas de suas forças especiais para a Síria, com o objetivo de respaldar as operações terrestres da FSD. Grupo liderado por milícias curdas.

A principal milícia curda na Síria, as Unidades de Defesa Popular (YPG). Em março de 2015 houve notícias de que teria ficado gravemente ferido após um ataque norte-americano, mas as informações insistentes nesse sentido não foram confirmadas.

As autoridades sírias também não confirmaram a suposta morte do líder do "Estado Islâmico".

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Greve de professores com serviços mínimos
Outras questões relacionadas com a aposentação e o descongelamento das carreiras fazem também parte da lista de reivindicações. Esse episódio levou o Governo a fazer uma alteração à Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, publicada no verão de 2014.

Doleiro admite operar caixa 2 do PMDB
De acordo com o Palácio do Planalto, que respondeu ao jornal, Temer "somente tinha conhecimento de doações legais ao partido". Ao Globo , a assessoria de Temer negou que o presidente tivesse conhecimento de qualquer doação de origem ilícita ao PMDB.

Janot reforça pedido de prisão de Aécio com foto postada no Facebook
A Executiva Nacional do partido se reúne para a próxima quarta-feira (21), um dia após o julgamento do STF. O procurador defendeu, ainda, que as condutas atribuídas a Aécio são "profundamente perturbadoras".

Ex-governadora do RN, Wilma de Faria morre aos 72 anos
Depois de cumprir o mandato e eleger seu sucessor, Wilma volta à prefeitura em 1996, sendo reeleita para o cargo em 2000. Garibaldi Alves, do PMDB, afirmou que "a notícia de sua morte entristece o Rio Grande do Norte".

Outras notícias