Rússia suspende cooperação para evitar incidentes no espaço aéreo da Síria

F-18E Super Hornet da Força Naval dos EUA

"Às 6:43 pm (17H43 GMT), um (avião) SU-22 do regime sírio lançou bombas perto de combatentes das SDF (Forças Democráticas Sírias) ao sul de Tabqah e, de acordo com as regras de combate e de autodefesa coletiva das forças associadas da Coalizão, foi imediatamente derrubado por um Super Hornet F/A-18E dos Estados Unidos", disse a coalizão em um comunicado.

Um canal de comunicação entre os dois países foi estabelecido em outubro de 2015 para prevenir colisões entre as diferentes forças que operam no espaço aéreo sírio.

A derrubada, anunciada pelo exército sírio e confirmado por Washington, constitui uma escalada enquanto as tropas sírias se aproximam de áreas sob o controle de forças apoiadas pelos Estados Unidos no norte e no sul da Síria.

Os Estados Unidos alegaram que o avião sírio havia bombardeado uma região muito próxima ao local onde estavam tropas da coalização que lidera na luta contra o Estado Islâmico (EI).

"Se não é um ato de agressão, o que é então?", declarou o vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Riabkov, citado pela oficial TASS, acusando Washington de "ajudar os terroristas" na Síria.

Segundo Moscou, qualquer objeto aéreo da coalizão internacional - inclusive caças e drones - identificado a oeste do rio Eufrates será "seguido pelos meios antiaéreos russos". O Exército norte-americano garante que se tratou de um ataque autodefensivo, mas o governo de Bashar al-Assad adverte que o incidente vai ter "repercussões perigosas" no combate ao terrorismo.

A mídia estatal síria chamou de "agressão flagrante" e disse que o avião de guerra estava realizando uma missão contra militantes do Estado islâmico quando foi derrubado.

A tensão entre os atores do conflito aumentou desde o domingo, quando o Irã disparou mísseis de médio alcance contra o leste da Síria, em meio à ofensiva da coalizão contra a cidade de Raqqa, capital do califado na Síria.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Homem-Aranha: De Volta ao Lar: Primeiras reações são extremamente positivas
Todos esses filmes se passarão no universo que estamos criando para Peter Parker. Se decide aí, galera! O filme tem estreia prevista para 5 de outubro de 2018.

Hermínio Loureiro detido por suspeitas de corrupção. Seis milhões de euros apreendidos
Mas o argumento, pelos vistos falacioso, deixou políticos, jornalistas e juristas com a pulga atrás da orelha. Os sete suspeitos vão pernoitar nas instalações da PJ de Aveiro.

Botafogo enfrenta Chapecoense para acabar com jejum de cinco jogos sem vencer
A Chapecoense até chegou algumas vezes com perigo no primeiro tempo, principalmente com Apodi , mas faltou atenção na defesa. Enquanto a equipe catarinense se afasta ainda mais da liderança, estaciona nos 13 pontos e ocupa o quinto lugar na tabela.

Atropelamento mortal em Londres mata um muçulmano
Theresa May informou que iria presidir uma reunião de emergência na manhã desta segunda-feira para discutir o assunto. A premier britânica, Theresa May , afirmou que o atropelamento é tratado como um "potencial ataque terrorista".

Outras notícias