Sobe para 17 número de mortos em Londres; May cobra investigação

Sobe para 17 número de mortos em Londres; May cobra investigação

A primeira-ministra britânica, Theresa May, que prometeu "uma investigação adequada" sobre o incêndio, visitou hoje o local, tendo conversado com as equipas dos serviços de emergência.

Em declaração aos meios de comunicação, a Polícia Metropolitana de Londres (MET) disse que ainda estão em "uma fase muito inicial" e a expectativa é de que o número de mortes aumente.

Outra testemunha da tragédia, uma residente do edifício chamada Zara, detalhou que viu outra mulher lançar seu filho, de cerca de cinco anos, de uma janela do quinto ou sexto andar: "acredito que o menino tenha alguns ossos quebrados, mas que está bem".

A comandante do Departamento de Bombeiros de Londres, Dany Cotton, descartou a possibilidade de desabamento e afirmou que uma equipe de engenheiros inspecionava as bases do imóvel.

Testemunhas da tragédia contaram à CNN que em momento de total desespero, várias pessoas se atiraram do edifício, para se livrarem das altas chamas que assolavam o prédio e que se alastraram rapidamente pelo edifício de 24 andares.

Mais de 200 bombeiros, apoiados por 40 caminhões, lutaram durante horas para debelar o incêndio, um dos maiores já vistos na capital inglesa.

Cinquenta feridos estão internados em cinco hospitais.

Também o autarca de Londres, Sadiq khan, disse esta quinta-feira, defendeu a realização de um inquérito para responder às muitas perguntas que ainda persistem sobre o sucedido e sobre a segurança em outros edifícios de apartamentos da capital britânica.

Eddie, 55 anos, morador do 16º andar, disse que abandonou seu apartamento com uma toalha no rosto para tentar evitar a fumaça.

A torre estava praticamente destruída na manhã desta quarta-feira e os bombeiros temem que ela desabe.

Um dia após o fogo que consumiu o prédio residencial, no centro de Londres, ainda há dezenas de pessoas que continuam desaparecidas, incuindo famílias inteiras.

Construído em 1974, o prédio Grenfell Tower fica em Lancaster West Estate, na região oeste da cidade, e tem 24 andares e 120 apartamentos.

Um sobrevivente disse que o alarme de incêndio não disparou, sustentando os argumentos de um grupo da comunidade que há alguns meses apenas tinham alertado para a eventualidade de uma catástrofe no bloco de habitação subsidiada. "Nunca vi nada parecido com esse incêndio em 29 anos de trabalho", declarou o chefe da Brigada de Incêndio de Londres.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

UPE abre inscrições para concurso com 388 vagas em diversos níveis
As inscrições estão abertas a partir de hoje (15/06), seguindo até 16 de julho de 2017, pelo site da UPENET (www. upenet .com.br). A avaliação será constituída de prova escrita objetiva para quem concorrer ás vagas de assistente e gestão universitária.

Empresária desaparece durante viagem para visitar namorado em fazenda
Segundo Silvia Valadares, a irmã tem diabetes e pode ter sofrido um mal subido enquanto dirigia. Ela seguia para fazenda onde namorado trabalha, em Maracaju.

Adele presta solidariedade às vítimas de incêndio em Londres
O custo da obra, concluída em maio de 2016, foi de 8,7 milhões de libras (9,9 milhões de euros). Paul Munakr, que vive no 7º andar, conseguiu escapar.

Anitta diz que ainda sofre preconceito por sua música
Agora, a morena acredita que não é ela quem coloca esse medo nos crushs. Anitta e Bial entoaram os versos da música Cruisin , em inglês.

Outras notícias