Suspeita de fuga de informação no exame de português

Fuga de informação no exame nacional de português está a ser investigada

A fuga " terá partido da presidente de um sindicato de professores" e o Ministério Público vai investigar.

O caso foi denunciado por Miguel Bagorro, professor da Escola Secundária Luísa de Gusmão, em Lisboa, que teve conhecimento da gravação no sábado, antevéspera do exame, através de um aluno a quem dava explicações de Português e que, por sua vez, recebeu o áudio por WhatsApp de um grupo de estudantes. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive.

De acordo com a denúncia que chegou ao IAVE, este áudio circulou na internet, nas redes sociais, dias antes dos alunos se apresentarem a exame.

No seguimento do caso da "áudio-cábula" que circulou nas redes sociais com os conteúdos do exame nacional de Português B, o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), anunciou a abertura de um inquêrito de investigação ao sucedido.

"Pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória e outra sobre a importância dos vizinhos no combate à solidão", acrescenta a aluna na gravação. Não o fez antes pois todos os anos há diz que disse sobre o que sai nos exames.

E saiu mesmo. A informação revelou-se tão certeira que o IAVE, responsável pela elaboração das provas, remeteu o caso ao Ministério Público "para efeitos de averiguação disciplinar e criminal".

Desde então que Alberto Caeiro, a trabalhar nos versos "como um carpinteiro nas tábuas", tem vindo a ganhar destaque entre as tendências no Twitter, sendo apenas superado, na manhã desta terça-feira, por dois futebolistas que estarão a caminho do Sporting (Coentrão e Bruno Fernandes). "O que foi dito na gravação foi exatamente o que saiu", afirmou Miguel Bagorro ao Expresso.

Na denúncia que enviou ao Ministério da Educação e ao Júri Nacional de Exames, o professor refere que esta alegada fuga de informação "compromete seriamente a justiça do exame de Português" e defende que este "deveria pura e simplesmente ser repetido". E os tópicos coincidiram com o que acabou por sair no exame. Na altura, o diário i questionou o Ministério da Educação sobre a suspeita de fuga durante o fim de semana e, na altura, o IAVE garantiu que "não houve qualquer publicação" do exame no site.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Ruim para ambos: São Paulo e Fluminense empatam no Morumbi
Já o próximo jogo do São Paulo é domingo que vem, contra o Flamengo, na Ilha do Urubu, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro . Antes de receber a Chapecoense, no dia 3, joga no Maracanã contra a Universidad de Quito, na quinta-feira, pela Sul-Americana.

Morreu Félix Mourinho, pai de José Mourinho
José Mourinho já se manifestou nas redes sociais, partilhando uma imagem do pai, na sua conta de Instagram sem legenda. Morreu ao final da tarde deste domingo, Félix Mourinho, vítima de doença prolongada, aos 79 anos.

Catar rejeita lista de exigências de países árabes
Tendo sido a Turquia um dos primeiros países a dar a mão ao Qatar logo no início da guerra diplomática. Os quatros governos árabes entregaram a sua lista de demandas na quinta-feira.

Explosão de caminhão-tanque mata mais de 140 pessoas no Paquistão
As vítimas foram apanhadas numa explosão 45 minutos depois do acidente quando aproveitavam para recolher o combustível derramado. O acidente aconteceu nas primeiras horas de domingo perto da cidade de Ahmedpur East, 500 quilômetros ao sul de Lahore.

Outras notícias