'Temer é o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil', diz Joesley

O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência Social deputado Carlos Marun durante entrevista na Câmara dos Deputados

"[Temer] Por vezes me ligava para conversar, me chamava, eu ia lá", afirmou.

Loures foi filmado pela PF ao sair de uma pizzaria em São Paulo enquanto carregava a mala com a propina da JBS - 10 mil notas de R$ 50.

"O foco do depoimento foi Temer", disse uma fonte.

Batista também foi interrogado sobre o coronel reformado João Baptista Lima, suspeito de receber propina e pagar despesas de familiares do presidente. Eu acho que eles me dão os 5 milhões.

"O PT mandou dar um dinheiro para os senadores do PMDB". A Polícia Federal faz perícia nos áudios. A polícia suspeita que o coronel atuava como um operador financeiro de Temer, o que pode levar o militar para o centro das investigações sobre corrupção.

Em 7 de março, o empresário gravou uma conversa com Temer no Palácio do Jaburu.

Há expectativa de que na próxima semana o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresente ao STF denúncia contra o presidente, que, para ser analisada pelo tribunal, necessitará de autorização do plenário da Câmara dos Deputados.

Segundo pessoas próximas ao empresário, Batista entregou a Janot a íntegra do áudio, sem qualquer modificação.

- A gravação foi entregue na íntegra. Na interpretação da Procuradoria Geral da República (PGR), Temer deu "anuência" a esses pagamentos. E jumento ele não é - disse uma fonte ligada ao empresário.

Sobre o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, a quem se referiu como uma espécie de auxiliar direto de Michel Temer, e o doleiro Lúcio Funaro, que estaria abaixo de Cunha na hierarquia, Joesley foi direto. Interessa ao governo que o processo se dê o mais rápido possível, para encerrar o assunto. "O Rodrigo (Rocha Loures)", indica Temer. "O presidente sabia de tudo", disse. Na delação, o empresário disse que repassou dinheiro para Loures tendo supostamente como destinatário de parte desses recursos o próprio Temer em troca de favores do governo. Temer também teria pedido dinheiro para seu grupo político em 2014. Investigadores avaliam que o ex-assessor, de uma família de empresários que participou da fundação de Curitiba, deve ser punido com dez a 15 anos de prisão, caso condenado. No documento, a tropa de choque de Temer cobrava explicações ao ministro sobre a relação dele com o executivo Ricardo Saud, um dos delatores do grupo J&F, que administra a JBS. Optando, porém, por uma escolha teatral, será incluído em uma lista de escudeiros do presidente que, em sua maioria, ou estão na cadeia, ou nos relatos de delatores por aí, apenas pendurados no foro privilegiado.

No interrogatório, Funaro revelou que foi sondado várias vezes por Geddel.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Doleiro confirma que operava propina para o PMDB
Preso desde 1.º julho de 2016, Funaro contratou o escritório do criminalista Antonio Figueiredo Basto , especialista em delações. Ao Globo , a assessoria de Temer negou que o presidente tivesse conhecimento de qualquer doação de origem ilícita ao PMDB.

Incêndio em edifício residencial em Londres deixa 6 mortos e 50 feridos
Já outra moradora da região, Zara, disse à LBC Radio que viu uma mulher jogando seu filho pequeno do sexto andar. Testemunhas dizem que moradores chegaram a jogar crianças pela janela, na tentativa de salvá-los das chamas.

Acidente com camião e cinco carros faz dez feridos na A7
A informação foi confirmada à TVI por fonte dos Bombeiros Voluntários de Vila do Conde. O acidente deu-se no sentido Vila Nova de Famalicão - Vila do Conde.

Cristiano Ronaldo adota silêncio após jornal português apontar sua saída do Real
A justificação foi a forma como se sentiu tratado pelo fisco espanhol, num processo em que o jogador diz estar inocente. Os franceses Paris Saint-Germain e Monaco também podem entrar na disputa pelo camisa sete.

Outras notícias