Defesa de Aécio pede Gilmar Mendes como relator de inquérito

Afastado desde 18 de maio Aécio Neves voltou ontem ao Senado

"Livre inclusive para articular o fim das Lava Jato e anistia", comentou o procurador.

Por meio de suas redes sociais, o senador Aécio Neves afirmou que recebe a decisão de Marco Aurélio "com absoluta serenidade".

A Procuradoria, que o acusa dos crimes de corrupção passiva e obstrução da Justiça, pode recorrer e levar a decisão de Marco Aurélio a um colegiado (plenário ou turma) do STF. Por isso, entendeu que caberia somente ao próprio Senado afastar Aécio.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, ele articulou um grupo de senadores para anistiar o caixa dois eleitoral e aprovar reforma da lei de abuso de autoridade. No diálogo, Aécio pede ao empresário R$ 2 milhões a fim de pagar um advogado para defendê-lo na Operação Lava Jato.

O ministro Edson Fachin pediu o afastamento do senador alegando que ele poderia atrapalhar as investigações.

"Em síntese, o afastamento do exercício do mandato implica esvaziamento irreparável e irreversível da representação democrática conferida pelo voto popular".

Por seu lado, o ministro Marco Aurelio Mello já havia monocraticamente mandado retirar da presidência do Senado Renan Calheiros, no final do ano passado, alegando que não poderia exercer um cargo que está na linha de substituição do presidente da República, pois se tornara réu num processo no Supremo.

"Surgem ausentes elementos concretos acerca do risco de abandono do país, no que saltam aos olhos fortes elos com o Brasil".

O ministro também elogiou a conduta do senador afirmando que ele é brasileiro nato, chefe de família e possui uma carreira #Política elogiável. E ainda se referiu às eleições presidenciais de 2014, quando Aécio foi o segundo colocado, como "ditas fraudadas". De acordo com delatores, os pagamentos teriam sido feitos de forma dissimulada por meio de contratos fictícios firmados com a empresa PVR Propaganda e Marketing Ltda. A assessoria técnica do Senado Federal informou que todas a prerrogativas do senador serão devolvidas imediatamente, sem qualquer burocracia. Mas, nos bastidores, tucanos de todas as idades avaliam que, caso a decisão do magistrado seja revertida posteriormente, novos desgastes afetarão a legenda.

Essas condições, segundo o ministro, foram levadas em conta na decisão de revogar as medidas impostas a Aécio. "Julgo prejudicado o agravo formalizado pelo Procurador-Geral da República em que veiculado o pedido de implemento da prisão preventiva do agravante (Aécio)".

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Presidente do Conselho de Ética do Senado é internado às pressas
Com o recurso de Randolfe, a decisão sobre a continuidade ou arquivamento da representação será do plenário do Conselho. Ao mesmo tempo, o partido Rede também protocolou hoje o segundo pedido de cassação contra o senador mineiro.

Última temporada de "Game of Thrones" pode ter episódios de 80 minutos
De acordo com ela, embora o sétimo ciclo tenha episódios com a duração média padrão, a oitava pode se estender um pouco mais. Mas para compensar a diminuição dos habituais dez episódios, cada um dos últimos episódios pode ter a duração de um filme.

Dudu Camargo rebate críticas por participação no 'Pânico': 'Audiência é a prova'
Em seguida, o artista foi acusado de agredir e assediar um suposto ex-namorado. Silvio Santos , depois, pagou R$ 100 pela participação da jovem.

Tiroteio deixa um morto e seis feridos no sul da França
Segundo fontes policiais citadas pela France 3 , a pessoa que foi esta noite abatida a tiro era "conhecida" das autoridades. De acordo com a prefeitura de Toulouse, até ao momento, não há indícios de que se tenha tratado de um incidente terrorista.

Outras notícias