Macron alerta contra 'escalada das tensões — Coreia do Norte

Coreia do Sul fará todos os esforços para reduzir a tensão com o Norte

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse estar "preocupado" perante o agravamento da ameça balística e nuclear procedente da Coreia do Norte, informou um comunicado divulgado neste sábado (12).

O diálogo, segundo fontes do Palácio do Eliseu, tinha como objetivo evitar um aumento da tensão da crise envolvendo o país após a escalada de ameaças entre Washington e Pyongyang.

A França também salientou que pede à Coreia do Norte que "cumpra sem demora as suas obrigações internacionais e proceda o desmantelamento completo, verificável e irreversível dos seus programas nucleares e balísticos".

Nessa nota, Macron expressou aos aliados e aos parceiros da França na região sua solidariedade diante da situação atual.

O ministro britânico das Relações Exteriores, Boris Johnson, responsabilizou o regime de Kim Jong-un pela "crise" e garantiu que trabalha com seus sócios para encontrar uma "saída diplomática" para o conflito.

O seu comunicado não citou de forma direta os Estados Unidos, cujo presidente, Donald Trump, advertiu nesta sexta-feira (11) que suas forças armadas estão prontas "para o combate" com Pyongyang, com o que prosseguiu a hostilidade retórica mantida entre ambos países nos últimos dias.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Delator da Zelotes diz que recebia propina para livrar multas fiscais
A assessoria de imprensa do Bank Of America afirmou que a instituição financeira não irá se manifestar. O BankBoston foi um dos alvos da operação e houve buscas nas dependências do Itaú Unibanco.

Reacendimento em Cantanhede corta A14 e ameaça populações
O fogo no distrito de Leiria envolve 243 operacionais. "O fogo já entrou na localidade de Beco e está a ir em direção a Dornes". Durante a tarde, Coimbra voltou a ser uma das zonas do país que mais preocupam.

Peru expulsa embaixador da Venezuela no país
Maduro respondeu expulsando o encarregado de negócios da embaixada peruana na capital venezuelana. O governo peruano deu cinco dias para que o embaixador deixasse o território do país.

EasyJet vem a Portugal para recrutar pilotos e copilotos
A easyJet explica que irá focar-se em particular no recrutamento de mulheres piloto, no seguimento da iniciativa Amy Johnson. Os recrutamentos vão ser feitos em Lisboa e no Porto, nos hotéis Tryp do Aeroporto Humberto Delgado e no Tryp Porto Expo.

Outras notícias