Ato 'Grito dos Excluídos' reúne movimentos sociais em Teresina

Caminhada do Grito dos Excluídos começou no bairro Colônia e seguiu até o Marco Zero na Barra do Cear

Há mais de dez anos organizando o Grito do Excluídos em São Paulo, a CMP, Central dos Movimentos Populares, espera reunir cerca de 10 mil pessoas na Avenida Paulista, em São Paulo. O Grito dos Excluídos vai encerrar a participação com um ato público em que serão abordadas as principais pautas levantadas no evento. Tragam suas bandeiras e instrumentos musicais. Essa crise é empurrada pelo sistema capitalista neoliberal excludente e nós nesse ato estamos dando o verdadeiro grito do povo brasileiro. Este ano, a 23ª edição do ato traz como tema "Vida em primeiro lugar" e o lema "Por direito e democracia a luta é todo dia!"

A manifestação contará também com atividades culturais, assembleia geral e simulação de um Tribunal Popular do governo de Michel Temer. Estão sendo retirados direitos sobretudo de trabalhadores e aposentados.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Contas falsas russas gastaram milhares de euros em anúncios xenófobos no Facebook
O Facebook não tornou público nenhum dos anúncios publicitários nem deu qualquer informação sobre o número de pessoas que os viu. A confirmação foi feita pela empresa de Zuckerberg ontem em comunicado , anuncia a BBC.

Edital do Concurso STM 2017 tem divulgação adiada
São ofertadas 20 vagas e remuneração de R$ 6.376,41 e R$ 10.461,90, ambos com carga horária de 40 horas semanais. Nível superior faz a prova de manhã e nível médio faz a prova à tarde.

Furacão Irma avança sobre o Caribe e atinge categoria 5
A previsão é de que o furacão perca força, mas ainda chegue com ventos de até 230 km/h na região de Miami no domingo (10). Há o temor de que Irma seja o furacão mais destrutivo a atingir a Flórida desde 1992, quando Andrew passou pelo estado.

China quer via pacífica para Coreia, dizem EUA
Na altura, Putin afirmou que quaisquer sanções seriam "inúteis" e "ineficazes", podendo agravar o conflito na pensínsula. Trata-se do quarto teste nuclear que a Coreia do Norte executa sob a liderança de Kim Jong-un.

Outras notícias