Caixa reduz para 50% limite para financiamento de imóveis usados

Reprodução  Caixa

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do banco.

A redução no processo de financiar imóveis, mais conhecido como crédito imobiliário, sofrerá uma redução na Caixa Econômica federal de 20%, ou seja, os novos usuários do programa oferecido pelo banco vão poder financiar somente metade do imóvel pela Caixa. De maio a julho, o valor das concessões de financiamentos com juros regulados - como os imobiliários - somou R$ 2,4 bilhões, alta de 24% em relação ao trimestre anterior (fevereiro a abril).

Auxilio da Caixa para compra de imóveis usado cai para 50%.

Além do corte de 70% para 60% no teto de financiamento para imóveis novos, houve ainda queda no limite para bens novos, de 90% para 80%.

Num cenário de crescimento da demanda por crédito em meio a um capital limitado, a Caixa está dando prioridade aos financiamentos para a aquisição de imóveis novos.

O banco alegou falta de recursos e informou que a linha - a segunda mais barata depois do Minha Casa, Minha Vida - só será retomada em 2018.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Resumo A Força do Querer (23/09): Nazaré recebe o anúncio de despejo
Silvana (Lilia Cabral) recebe um alerta de Dantas (Edison Celulari) sobre os cheques que foram furtados da empresa. Silvana orienta Eugênio a revelar para Joyce (Maria Fernanda Cândido) a gravidez de Irene ( Débora Falabella ).

Jesus trava euforia no Sporting
A experiência que eu tenho, estando à frente ou atrás, é que é importante começar bem, mas não é determinante. "Não nos iludimos. Sobre a partida de hoje, Jorge Jesus acredita que terá pela frente um "adversário difícil", mas que só pensa na vitória.

Hyundai Creta ganhará versão maquiada de esportiva em novembro
Do lado de fora, rodas diamantadas 17 polegadas e muitos detalhes em preto brilhante nos para-choques e barras do teto. A central multimídia tem tela sensível ao toque, e conexão pelo Google Android Auto e Apple Carplay.

Alunos do EJA participam e palestra sobre o Setembro Amarelo
No Pará, 266 pessoas morreram em 2015 em função do que o protocolo do Ministério da Saúde define como "Lesões Autoprovocadas Voluntariamente".

Outras notícias