Coreia do Norte ignora sanções da ONU e lança novo míssil

Segundo o governo japonês, o míssil sobrevoou à ilha japonesa de Hokkaido (norte) às 7h06 do horário local, antes de cair no mar, a cerca de 2.000 quilômetros a leste de sua costa.

O lançamento não representou perigo direto para as populações, mas levou a que fosse emitido um alerta à população (também conhecido por J-Alert) para procurarem abrigo às primeiras horas da manhã de sexta-feira.

O Hwasong-12 também sobrevoou a ilha de Hokkaido antes de cair no mar. O míssil percorreu uma distância de 3.700 quilômetros e sobrevoou o norte do Japão, antes de cair no oceano. A jornalistas, o premiê australiano comentou que o lançamento nesta sexta-feira, juntamente com "explosões violentas de propaganda ameaçando o Japão e os Estados Unidos", eram sinais de que as sanções não estão funcionando.

"As quatro ilhas do arquipélago devem ser afundadas no mar pela bomba nuclear do Juche", indica a organização, em referência à ideologia governista da Coreia do Norte que mistura marxismo com uma forma de nacionalismo isolado pregado pelo fundador do Estado, Kim Il Sung, avô do atual líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Foi esse ensaio nuclear que acabou por ditar uma nova imposição de sanções pelas Nações Unidas, no início da semana, um pacote de sanções - o oitavo - que visa sobretudo fragilizar as exportações de crude e o setor têxtil.

O Japão já condenou o disparo do míssil norte-coreano, que considerou ser uma "provocação intolerável".

"Não podemos nunca tolerar que a Coreia do Norte viole a decisão forte e unida da comunidade internacional rumo à paz, demonstrada nas resoluções da ONU, e insista neste ato ultrajante", disse Abe.

A China se opõe ao desenvolvimento de armas nucleares da Coreia do Norte, mas teme que uma maior pressão econômica leve o vizinho ao colapso.

O chefe da diplomacia norte-americana convidou os dois países, membros permanentes do Conselho de Segurança, a mostrarem a sua "intolerância face a estes lançamentos imprudentes de mísseis".

Ainda que a nota seja direcionada à China e à Rússia, o secretário americano pediu "que todas as nações acatem as novas sanções estabelecidas pelo Conselho de Segurança da ONU".

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Janot denuncia Temer por obstrução à Justiça e organização criminosa
A nova acusação contra Temer chegará num momento em que o acordo de colaboração da JBS foi colocado em xeque. O ex-procurador nega as irregularidades e diz que não usou o cargo público para favorecer a JBS .

Restaurante de Henrique Fogaça em Pinheiros é alvo de assalto
De acordo com os dados da Polícia Militar, a dupla invadiu o estabelecimento comercial e, durante a ação, colocaram os clientes e funcionários na despensa do restaurante .

Receita paga hoje 4º lote de restituição do IR
A Receita também oferece aplicativos para tablets e smartphones, que permitem a consulta às declarações do Imposto de Renda. Receita Federal vai pagar nesta sexta-feira (15) o quarto lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas 2017.

Justiça nega habeas corpus aos irmãos Batista, da JBS
Os dois empresários estão presos na carceragem da Polícia Federal em São Paulo , no bairro da Lapa. O crime, conhecido de " insider trading ", teria ocorrido entre abril e 17 de maio deste ano.

Outras notícias