Coreia do Norte lança mais um míssil sobre o Japão

Coreia do Norte lança mais um míssil sobre o Japão

A Coreia do Norte respondeu nesta sexta-feira às últimas sanções aprovadas pela ONU com o lançamento de um míssil balístico que sobrevoou o Japão e que aumenta ainda mais a tensão na península coreana.

Nesta sexta, o líder do país, Kim Jong-un, havia ameaçado "afundar" o Japão e "reduzir a cinzas e escuridão" os Estados Unidos por conta dessas novas sanções. Já no dia 28 de julho, o regime norte-coreano testou um míssil balístico intercontinental que atingiu uma altitude de 3.700 quiilômetros, e que especialistas disseram ter o potencial de atingir a Costa Oeste dos Estados Unidos. O teste visou certificar a capacidade dos sul-coreanos em atacar preventivamente a Coreia do Norte, o que é cogitado como forma de evitar um eventual ataque nuclear do vizinho.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou na segunda-feira por unanimidade uma nova resolução contra o regime de Pyongyang, após seu sexto teste nuclear.

A Coreia do Norte teria feito o lançamento de um novo míssil, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

"Está passando um míssil, está passando um míssil, provavelmente sobre Hokkaido em direção ao Pacífico".

Há algumas semanas, a Coreia do Norte ameaçou publicamente lançar quatro mísseis nas proximidades da ilha americana. "Não recolham nenhum objeto que possam encontrar", afirmava o alerta. Ainda de acordo com as forças militares do país, o míssil pode viajar por uma distância de até 500 quilômetros e possui tecnologia para evitar a sua detecção por radares.

"Temos que fazer a Coreia do Norte entender que, se continuar por este caminho, não terá um bom futuro", disse Abe. Os governos sul-coreano e japonês convocaram uma reunião urgente de seus conselhos de segurança.

Sydney, Austrália, 15 set (Lusa) - O primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, defendeu que o míssil lançado hoje pela Coreia do Norte figura como "um sinal de frustração" face às recentes sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

"John Wick 3": Terceiro filme chegará aos cinemas em maio de 2019
O primeiro filme da franquia teve uma arrecadação bastante modesta, de apenas US$88 milhões mundiais. Stahelski falou que o terceiro filme mostrará a origem do personagem vivido por Keanu Reeves .

PGR suspende acordo de delação premiada para Joesley Batista e Ricardo Saud
Eles são acusados de promoverem a venda de dólar futuro dias antes de fecharem um acordo de delação premiada com a PGR. No acordo de leniência com a Procuradoria no Distrito Federal, a multa acordada foi de R$ 10,3 bilhões.

Jornalista Marcelo Rezende morre aos 65 anos
Nascido a 12 de novembro de 1951, no Rio de Janeiro, Marcelo Luiz Rezende Fernandes não queria saber de estudar na adolescência. Mãe da pequena Giovanna, ela mostrou apoio ao repórter, que ganhou também mensagens positivas de Geraldo Luís e Milton Neves.

Apple caminha para finalizar maior aquisição de sua história
A informação foi divulgada pela agência de notícias Bloomberg , mas as empresas citadas não confirmaram e nem negaram o interesse na aquisição.

Outras notícias