Denunciado, Jucá tenta desvincular o 'arrecadador' Geddel do PMDB

Juiz remete ao STF investigação sobre R$ 51 milhões atribuídos a Geddel

O ex-ministro Geddel Vieira Lima não encontrou caras novas em seu retorno ao presídio da Papuda, no Distrito Federal. Atualmente está em prisão preventiva.

Geddel era um dos ministros mais importantes no governo Temer, responsável pela articulação política e considerado um dos "três mosqueteiros" do presidente, junto com Eliseu Padilha e Moreira Franco. Calero informou que Geddel tentava pressionar o IPHAN para modificar um parecer que impedia a construção de um prédio onde teria um imóvel, em Salvador.

A Operação Cui Bono investiga esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, no período entre 2011 e 2013. Foi liberado para cumprir prisão domiciliar no mesmo mês.

A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi preso na sexta-feira (8), disse em nota divulgada neste domingo (10) que "mais uma vez, foram violados direitos que lhe são assegurados por lei".

A PF identificou impressões digitais do ex-ministro e de seu ex-assessor Gustavo Ferraz, também detido.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Vale tem interesse em usinas da Cemig via Aliança
A participação na licitação, se aprovada, se daria por meio da Aliança Energia, uma joint venture entre a mineradora e a Cemig na área de geração de eletricidade, disse a Vale em nota.

Sai edital do concurso Cremeb-BA para os níveis médio e superior
O Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb-BA) divulgou nesta terça-feira, dia 12, o edital do concurso Cremeb-BA. Entre os dias 21 de setembro e 25 de outubro, as inscrições acontecem pelo site do Iades - www.iades.com.br/inscricao.

Senhorios vão poder aumentar rendas em 1,12% em 2018
Desde 2013 - ano em que a subida foi de 3,36% - que os arrendamentos não sofriam um aumento tão significativo. Em qualquer caso, os senhorios não são obrigados a aplicar a atualização.

Joesley e Saud desembarcam em Brasília e já estão presos na PF
Chamada de Operação Bocca pela Polícia Federal, a ação cumpriu cinco determinações de apreensão de documentos. No entanto, há a possibilidade de as prisões serem prorrogadas ou transformadas em preventivas.

Outras notícias