Furacão Irma toca o extremo sul da Florida, nos EUA

Telhados arrancados árvores caídas e cidades inundadas em Cuba

MSC CRUZEIROS O porto de Havana, em Cuba, interrompeu as operações hoje, impossibilitando a operação de retorno do MSC Opera, programada para este sábado (9).

Mais de cinco mil turistas foram retirados nas zonas costeiras do norte e do centro, onde existem dezenas de resorts. A BBC adianta que mais de 6,3 milhões de pessoas foram aconselhadas a sair da Florida, devido à ameaça às suas vidas.

Outras 19 mil pessoas na República Dominicana tiveram de deixar tudo para trás, com a ilha a ser afetada por ventos de 285 quilómetros hora e muita chuva.

O furacão deverá chegar à Florida, nos EUA, no domingo. Sendo que praticamente todo o Estado da Florida está sob alerta de furacão, o que afecta cerca de 36 milhões de pessoas.

Sete cidades a sul do lago foram evacuadas, depois de as autoridades federais estimarem que "haverá impactos adicionais do vento excessivo, que empurra um pouco de água sobre o dique", indicou um comunicado do seu gabinete.

As autoridades de West Palm Beach decretaram toque de recolher para sábado, enquanto em Miami Beach, a avenida Ocean Drive, normalmente lotada, estava vazia na noite de sexta-feira.

"Se estão nas zonas de evacuação, saiam", pediu o governador da Florida (sudeste) Rick Scott. Os refúgios abertos acolhem já 62 mil pessoas. Enquanto o Irma passa pelo Caribe, outros dois fenômenos mais fracos se aproximam da região. Há contudo avisos devido à subida das águas no nordeste da ilha que poderão provocar inundações consideráveis. Em Saint Martin tudo parece "ter sido soprado" por uma "bomba atómica", afirmou um habitante da ilha francófona na cadeia Franceinfo. Mais de 60 por cento das casas ficaram inhabitáveis. Um português, João Amado, enviou à RTP um conjunto de fotos que documentam o grau de destruição.

A Reuters revela que há cerca de 1,6 milhões de pessoas sem energia.

Só nas Antilhas francesas os estragos ascendem a 200 milhões de euros. A cidade cubana fica a apenas 485 km de Miami.

Gaston Brown, primeiro ministro de Antigua-Barbuda, ium território independente, diz que o país foi "totalmente devastado". O furacão deverá convencer "aqueles que não acreditam nas alterações climáticas", considerou.

No Atlântico, o furacão José quase atingiu a categoria 5, com ventos próximo a 250 quilômetros por hora.

A imprensa estatal afirmou que foi a primeira vez que o olho de um furacão categoria 5 atingiu terra firme desde 1932.

No Golfo do México, o furacão Katia tocou terra já durante a noite de sexta-feira, a norte de Tecolutla, México, enfraquecendo para o estatuto de tempestade tropical.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Ataque de gás lacrimogéneo causa vários feridos no aeroporto de Frankfurt
A brigada dos bombeiros terminou a sua operação sem ter detetado qualquer "substância danosa" na zona das partidas. Um homem atacou diversos passageiros com gás, nesta segunda-feira, num aeroporto de Frankfurt, na Alemanha.

Mercado espera expansão maior da economia em 2017 e 2018, traz Focus
O IPCA de agosto foi puxado pela queda no preço de alimentos e pelo comportamento favorável de outros itens, como os serviços. A alta de 0,2% sobre os três primeiros meses do ano levou até mesmo a equipe econômica do governo a rever suas estimativas.

Onde e como assistir à apresentação do iPhone 8 em direto
A câmara frontal terá, pela primeira vez, a tecnologia OLED que permite fotografias de alta definição. A descoberta se deu através do iOS 11 e foi divulgada pelo site 9to5mac.

ONU diz que podem ter sido cometidos "crimes contra humanidade" na Venezuela
O responsável pediu ainda ao Conselho de Direitos Humanos da ONU que realize uma "investigação internacional". Mas Caracas promete angariar seus aliados para frear a proposta.

Outras notícias