Janot pede as prisões de Joesley, Saud e do ex-procurador Miller

Rodrigo Janot em mesa de bar com o advogado de Joesley Pierpaolo Bottini em bar de Brasília

Na madrugada deste sábado, mesmo sem a confirmação oficial do pedido de prisão, a defesa de Joesley Batista e Ricardo Saud apresentou ao ministro do Supremo Edson Fachin pedido de contraditório para se manifestar antes de o ministro do STF tomar uma decisão. Rodrigo Janot está decidido a revogar os benefícios dados ao empresário e aos funcionários da J&F que fizeram delaçãoO procurador-geral monitorou o dia monitorando, a distância, o depoimento de Joesley e dos executivos da J&F Ricardo Saud e Francisco de Assis.

Os depoimentos de Joesley e de seus funcionários foram tomados pela subprocuradora Maria Clara Noleto.

Os bens de todos os envolvidos serão colocados em indisponibilidade e, com base na legislação que protege os acionistas e os empregos das empresas do grupo J&F, elas serão acusadas de lavagem de dinheiro, e de ganho de capitais ilícitos a partir da delação premiada contra o presidente da República.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ouve nesta quinta-feira (7) os três delatores da JBS cujo acordo de colaboração premiada deve ser revisto.

"Joesley: Por isso que eu quero nós dois 100% alinhado com o Marcelo.nós dois temos que operar o Marcelo direitinho pra chegar no Janot.eu acho.é oq falei com a Fernanda.nós nunca podemos ser o primeiro, nós temos que ser o último, nós temos que ser a tampa do caixão.Fernanda, nós nunca vamos ser quem vai dar o primeiro tiro, nós vamos o último.vai ser que vai bater o prego da tampa". A gravação foi mandada para a PGR porque a Polícia Federal recuperou outra que também citava o ex-procurador Miller, então era melhor revelar tudo e tentar minimizar os danos para o acordo. O ex-procurador foi exonerado no início de abril da PGR.

Com isso, existe a possibilidade de Janot pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão preventiva de ambos, segundo fonte interna da Procuradoria-Geral da República. Afirmaram que não entregaram os áudios por acidente, mas para demonstrar transparência. Menos de uma semana depois, já participava de reuniões como advogado de um escritório que atuou nas negociações do acordo de leniência da J&F.

A decisão foi tomada com base no áudio de conversa entre Joesley e Saud entregue à PGR em 31 de agosto.

O processo de obtenção dos benefícios de delação é questionado no STF pela defesa de Temer.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Jornal: Atlético de Madrid deve selar compra de Diego Costa nesta semana
Não é nenhum segredo que o atacante quer retornar ao time colchonero, onde já atuou seis temporadas. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Em jogo equilibrado, Atlético-GO e Bahia empatam pelo Brasileirão
No entanto, na melhor jogada do atacante, a bola ficou na trave antes do árbitro assinalar impedimento. Além de comentar sobre a postura do time, Preto elogiou as entradas de Edigar Junio e Allione.

Benfica intenta providência cautelar para calar o FC Porto
Segundo o JN, a juíza que está a analisar o caso quer ouvir as explicações do FC Porto antes de tomar uma decisão. Exige um milhão de euros em caso de divulgação.

Janot é visto com advogado de Joesley em boteco de Brasília
Não tratamos de qualquer questão outra ou afeita a temas jurídicos", disse o advogado ao site . As informações são do site O Antagonista .

Outras notícias