Marca japonesa diz ter carro mais rápido que o Bugatti Chiron

Bugatti Chiron 42 Seconds Edition Frankfurt 2017

Apresentado em fevereiro de 2016 no Salão de Genebra, o Chiron acaba de conquistar a marca de aceleração mais rápida de zero a 400 km/h, seguida por frenagem até a imobilidade, justamente no tempo de 42 segundos - mais precisamente, em 41,96 segundos. Totalmente elétrico e com tração integral, o Owl (coruja, em inglês) tem "só" 435 cv e 77,9 kgfm de torque. Na verdade, a conquista é apenas um ensaio para o recorde realmente almejado pela Bugatti, que a montadora francesa pretende anunciar em 2018: o de carro produzido em série mais veloz do mundo, título obtido pelo Veyron, antecessor do Chiron, em 2010, com a versão Super Sport, que cravou 431,07 km/h. O Chiron precisa de 2,5 segundos. Com 4,83 metros de comprimento, é 30 cm mais longo que o modelo francês. Os pneus dianteiros tem medidas 275/30 R19 e os traseiros são maiores, 335/30 R20. Um número que parece limitado é mesmo a autonomia da bateria que se esgota aos 150 km com uma carga.

Bugatti Chiron 42 Seconds Edition Frankfurt 2017
Bugatti Chiron 42 Seconds Edition Frankfurt 2017

Já na velocidade máxima, o Owl decepciona: atinge "apenas" 280 km/h, bem menos que os 420 km/h do Chiron. Ainda assim, serão poucos os lugares onde tamanha velocidade possa ser testada em competição directa ao contrário do arranque, onde a Aspark promete humilhar a Bugatti.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Separatistas manifestam-se esta segunda-feira no Dia da Catalunha
A determinação das autoridades é que, se os prefeitos se negarem a comparecer perante a Justiça, os Mossos d'Esquadra (policiais regionais catalães) deverão detê-los.

Justiça Federal aceita denúncia contra envolvidos em corrupção em obras no Rio
Pinto e outras nove pessoas foram presas no âmbito da operação Rio 40 Graus, desdobramento da Lava Jato, em agosto passado.

Santa Catarina disputa os Jogos Escolares da Juventude com 162 alunos/atletas
As competições começam na manhã desta quarta-feira (13). "Temos atletas do xadrez, atletismo e natação". O Acre terá representantes nas quatro modalidades, tanto no masculino quanto no feminino.

Depois de Joesley, o irmão Wesley Batista é preso em São Paulo
A pena prevista é de um a cinco anos de prisão, além de multa de até três vezes o total que lucraram com as ações investigadas. O escritório da J&F, empresa controlada pelos irmãos Batista, também foi alvo de operação da PF.

Outras notícias