Operação no Rio mira bombeiros suspeitos de cobrar propina para liberar alvarás

Presos foram levados para a Cidade da Polícia

O esquema de corrupção ocorria principalmente no Setor de Engenharia do 4.º Grupamento do Bombeiro Militar de Nova Iguaçu, do 14.º Grupamento do Bombeiro Militar de Duque de Caxias e do Grupamento de Operações com Produtos Perigosos, do qual participavam oficiais bombeiros militares responsáveis por expedir documentação indispensável para o funcionamento de qualquer estabelecimento comercial. Os investigadores foram às casas dos suspeitos, quartéis do Corpo de Bombeiros e sede de empresas. Ao todo, 38 pessoas tiveram suas prisões determinadas pela 1ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

O secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ), coronel Ronaldo Alcântara, em reunião com o governador Luiz Fernando Pezão pediu exoneração do cargo no fim da tarde desta terça-feira, após a operação Ingenium. O atual subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral, coronel Roberto Robadey, responderá pelo comando da corporação, bem como pela secretaria de Estado de Defesa Civil, por determinação do governador. Um deles foi preso no Aeroporto do Galeão, após voltar de viagem. Ele chegava de viagem. Outro se entregou na Central de Garantias da Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira (13).

Com a prisão deles, restam duas pessoas ainda foragidas - um empresário e mais um bombeiro.

As investigações indicaram que estabelecimentos comerciais e locais de diversão pública - inclusive um estádio de futebol - receberam autorização para funcionar sem cumprir as exigências de segurança previstas pela legislação para proteger os clientes em caso de incêndio. Com informações do Estadão Conteúdo.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Janot oferece denúncia contra presidente do DEM
O caso está sobg sigilo no Supremo e deve ser avaliado pelo ministro Luís Roberto Barroso. O inquérito foi aberto em 2015.

Taubaté confirma primeiro caso autóctone de chikungunya
Com isso, ocorre a necessidade do alerta para aumentar a atenção e os cuidados com essas doenças transmitidas por este vetor. Até o momento, não houve confirmação de óbitos causados pelo vírus, porém há um caso em investigação em Várzea Grande.

Xuxa põe apartamento em NY à venda por R$ 4,6 milhões
Ao que tudo indica, o que mantém Xuxa no Brasil é o tempo que ela dedica à mãe, Dona Alda, que sofre de Mal de Parkinson. Sempre que tem uma folguinha da Record, Xuxa desembarca em Nova York para visitar a única herdeira.

Alisson sofre lesão no joelho e vira dúvida do Cruzeiro para Copa do Brasil
Contudo, a expectativa é que ele esteja à disposição do técnico Mano Menezes para o duelo mais importante da temporada. O tempo mínimo para recuperação do atleta é de uma semana.

Outras notícias