Organizada do São Paulo pede reunião com jogadores, diretoria e presidente

Torcedores organizados terão reunião com clube nesta quarta-feira no CT da Barra Funda

No ano passado, Cueva foi um dos principais jogadores do São Paulo e virou queridinho da torcida, especialmente após a atuação com três assistências e um gol na vitória por 4 a 0 sobre o Corinthians, no segundo turno do Brasileirão. Na ocasião, Cueva, ao ser questionado por repórteres sobre o momento do clube, se limitou a dizer: "Falem com o Rodrigo Caio". "Treinei com o Bruno Alves, com o Lugano, com Militão, Aderllan, isso aí não vai ser problema nenhum, a gente já se conhece e sabemos a forma que cada um joga, além de conversarmos bastante em campo para procurar o melhor entrosamento", analisou Rodrigo Caio. Em entrevista nesta segunda, ele se desculpou. Foi bom. Depois de tudo isso, também falamos com o grupo. O erro foi meu. Na semana passada, falaram o que o Rodrigo falou de mim, não escutei ele falar, só vi a imprensa falar. O peruano não quis falar o que foi discutido na reunião, mas acredita que o saldo foi positivo. Confio muito nos jogadores que temos, sabemos das dificuldades e que vivemos uma situação difícil, mas temos condições de reverter. Não é momento de falar ou fazer coisas que não vão ajudar o grupo. O São Paulo é um time grande e não pode cair. O pedido desculpas público se aplicou a Caio e a todo o grupo do São Paulo, de acordo com o titular da seleção peruana. Muitos falam que estamos brigando e não é assim. Não gosto que falem isso. "Penso que somos uma família e nas famílias também há problemas", afirmou o meia.

As recentes críticas da torcida, do elenco e dirigentes por mais dedicação também foram tema da entrevista do camisa 10.

"A torcida são paulina, formada por uma comissão de 20 torcedores, representando os 25 milhões de são paulinos espalhados pelo mundo, divididos entre Torcida Organizada, Torcedor de Arquibancada, Torcedor de Cativa, Sócio Torcedor, Administradores de Portais, embaixadas e outros segmentos, requerem uma reunião urgente com os jogadores, comissão técnica e Diretoria, tendo como foco alguns esclarecimentos", escreveu a Independente. "Mas tem que ser uma conversa para somar".

"A palavra cobrado não sabe como usam aqui". Para mim cobrar é falar direto, de uma boa maneira. Mas estou em clube grande e sempre estou pressionado. mas a conversa que tivemos é interno, não vou falar. Estamos todos defendo o São Paulo.

"Todos são profissionais e têm a sua consciência, sabem o que precisam melhorar". Sem falar com a imprensa, o meia deixou o estádio claramente chateado com o companheiro: "Perguntem para o Rodrigo", disse. "Isso nunca me fez cair de rendimento", completou.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Justiça do DF suspende acordo de leniência da J&F
O acordo de delação dos executivos da J&F foi suspenso no fim de semana, por determinação do ministro Edson Fachin. Ele apontou que o acordo de delação "sustenta" o acordo de leniência da empresa.

Casado ou separado? Caio Blat engata romance com Luisa Arraes
Discretos, Luisa e Caio evitam sair juntos, mas posaram com um fã em uma lanchonete no Centro de São Paulo. Caio está vivendo um novo romance, desta vez com Luisa Arraes , sua colega na peça "Grande sertão veredas".

PewDiePie faz comentário racista durante transmissão de game
Felix Kjellberg , mais conhecido como PewDiePie no Youtube , voltou a estar envolvido em polémica. Em uma live de PlayerUnknown's Battlegrounds ele usou palavras racistas para xingar um jogador.

Sismo sentido na área de Portimão
Um sismo de magnitude 3,6 na escala de Richter foi sentido esta segunda-feira, cerca das 19h00, em Portimão. O abalo foi sentido em várias partes do Algarve.

Outras notícias