Secretário-geral da ONU condena disparo de míssil norte-coreano

Secretário de gabinete japonês Yoshihide Suga concede entrevista em Tóquio 14/9/2017 Kyodo  via REUTERS

Segundo a Coreia do Sul, o projétil foi disparado de Sunan, onde fica o aeroporto internacional norte-coreano e mesmo local do dispara o Hwasong-12, míssil de alcance intermediário que também sobrevoou o Japão na ocasião.

Tanto a Coreia do Sul como os Estados Unidos estão a analisar os detalhes deste novo lançamento, reportou a agência de notícias Yonhap.

Segundo a NHK, canal estatal japonês, o míssil foi lançado às 6h57 (22h57 em Lisboa) e passou a norte da ilha de Hokkaido, tendo caído no oceano Pacífico, a cerca de dois mil quilómetros a este do Japão. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017. "Esta manifesta violação das resoluções do Conselho de Segurança se produz dias depois que a Coreia do Norte efetuou seu sexto teste nuclear", lembrou o texto.

O Comitê norte-coreano para a Paz da Ásia-Pacífico, que lida com assuntos externos de Pyongyang, também defendeu o desmantelamento do Conselho de Segurança e o descreveu como "ferramenta do mal", segundo comunicado divulgado pela agência norte-coreana KCNA.

Em menos de um mês, este foi o segundo lançamento levado a cabo pela Coreia do Norte a sobrevoar território japonês, o primeiro desde o novo ensaio nuclear do regime eremita, realizado a 3 de setembro.

A China condenou o mais recente lançamento de míssil da Coreia do Norte e pediu "moderação" às partes envolvidas, em uma declaração da porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying. "Não recolham nenhum objeto que possam encontrar", afirmava o alerta. O texto impõe um embargo às exportações de gás para a Coreia do Norte, um limite para as vendas ao regime de petróleo e produtos refinados, assim como a proibição de importação de têxteis norte-coreanos.

"Estas contínuas provocações apenas aprofundam o isolamento diplomático e económico da Coreia do Norte", completou o secretário de Estado norte-americano.

Seul respondeu com testes militares que incluíram o lançamento de mísseis Hyunmu no mar do Japão, segundo o ministério da Defesa.

"A adoção de uma ilegal e maléfica nova 'resolução de sanções' impulsionadas pelos EUA constitui uma oportunidade para que a Coreia do Norte comprove que o caminho que escolheu é absolutamente correto", declarou o Ministério norte-coreano das Relações Exteriores.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, convocou uma reunião do conselho de segurança para discutir o novo lançamento, enquanto o governo japonês condenou o lançamento.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Série B: Hélio dos Anjos é anunciado como novo treinador do Goiás
O treinador de 59 anos estava desde o início de 2016 na Arábia Saudita, onde comandou Najran, Al Faisaly e Al Qadisiyah. Assim, a estreia provavelmente irá ocorrer no próximo final de semana, em jogo contra o Paysandu, no Serra Dourada.

Pequena Grande Vida | Filme com Matt Damon ganha o seu primeiro trailer
Pequena Grande Vida é meio como Querida, Eu Encolhi As Crianças , só que para adultos e satírica. A estreia nos cinemas de Portugal está prevista para o dia 21 de dezembro.

Temer muda a agenda e marca reunião no Planalto neste sábado
No domingo ele também deve revisar o discurso que vai fazer na ONU, na terça-feira, onde pretende citar a crise da Venezuela. Por outro lado, a avaliação é de que o cenário 'é mais favorável' a Temer do que na primeira denúncia.

Liga da Justiça: Matthew Vaughn confirma sequência de "Man Of Steel"
Eu estou planejando um outro Kingsman , eu escrevi o primeiro tratamento e o roteiro de produção de algumas das cenas. Eu não sei o que eu vou fazer a seguir, mas eu tive conversas sobre Superman , eu amo Superman .

Outras notícias