Trump já convidou Jay Powell para líder da Reserva Federal dos EUA

Donald Trump em discurso antes de assinar o memorando pedindo análise sobre práticas chinesas- JONATHAN ERNST  REUTERS

O dólar avançou em relação a outras moedas fortes nesta quarta-feira, após a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), com o andamento da reforma tributária e as indefinições sobre quem será o próximo presidente do Fed no radar. Powell afirmou que, "dentro do Fed, nós entendemos que as decisões de política monetária importam para as famílias americanas e, por isso, garanto que continuaremos no caminho de tomar decisões objetivas, baseadas em evidências e na trajetória de independência da política monetária".

Powell tem sido um apoiador seguro do consenso formado por Yellen na política do Federal Open Market Committee (FOMC), e possivelmente será visto como uma escolha de menor risco com a economia em sólido crescimento e os mercados de ações próximos de seus recordes.

Ele é visto como a opção mais centrista e mais aberta à agenda de desregulação do governo Trump.

"Mais regulamentação não é a melhor resposta para qualquer problema", disse Powell, em outubro.

Powell atuou como executivo de bancos de investimentos e já foi integrante do Tesouro americano na época do presidente George W. Bush.

A escolha foi anunciada esta quinta-feira na Casa Branca pelo presidente dos Estados Unidos e coloca à frente da autoridade monetária dos Estados Unidos alguém que, como membro do conselho de governadores da Fed nos últimos cinco anos, acumulou experiência para ocupar o cargo e demonstrou, ao nível da política monetária, estar em sintonia com a actual presidente. O mandato de Yellen vai até fevereiro de 2018. Foi nomeado para a Fed, porém, por Barack Obama, em 2012 - precisamente por ser um republicano e, naquele momento, Obama necessitar de fazer algumas nomeações vindas daquele partido numa altura em que o Congresso já era controlado pelos republicanos.

Em várias ocasiões, Trump afirmou que preferia que as taxas se mantivessem baixas, uma posição contrária a de vários que estavam na sua lista para a posição, especialmente o economista da universidade Stanford, John Taylor, e o ex-diretor do FED Kevin Warsh.

A indicação de Powell ainda precisa ser confirmada pelo Senado.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

EA não pretende lançar novo games para Nintendo Switch tão cedo
Até agora a empresa só lançou um game - uma versão de " FIFA 18 " - e não tem mais nenhum outro título anunciado para o videogame da Nintendo.

Assaltantes arrombam agência dos Correios em Castelo do Piauí
Os policiais fazem buscas pelos dois criminosos foragidos e investigam como o grupo chegou ao local. Segundo a polícia, os criminosos invadiram a agência pouco antes das 10h e já anunciaram o assalto.

Ator acusa Kevin Spacey de assédio durante passagem por teatro em Londres
Um foi o ator Anthony Rapp , que disse que Spacey, à época com 26 anos, subiu em cima dele, que tinha apenas 14 anos. Uma atitude que Spacey, de 58 anos, repetia alegadamente com outros atores, preferencialmente com menos de 30 anos.

Dois mortos e um ferido em tiroteio em supermercado no Colorado (EUA)
Três pessoas morreram em um tiroteio na cidade de Thornton, no Estado do Colorado, EUA, na noite desta quarta-feira (1º/11). Cerca de uma hora depois, após o final do tiroteio, testemunhas que estavam na região afirmaram ter ouvido os disparos.

Outras notícias