Twitter começa a retirar símbolo de verificação de contas que infringem normas

Twitter bane verificação de contas de quem promove discurso de ódio

A rede social decidiu suspender todas as verificações de conta e, nesta quarta-feira (15), anunciou novas regras - que permitem remover o selo a qualquer momento.

Em geral, o símbolo é auferido a contas de interesse público, como as de políticos, artistas, jornalistas e celebridades, que se valem da avaliação para diferenciar seus canais oficiais de possíveis contas falsas. Agora, o artigo de suporte relacionado explica que "o Twitter se reserva ao direito de remover a verificação a qualquer momento sem aviso prévio", acrescentando que os motivos do cancelamento da verificação "podem refletir comportamentos dentro e fora do Twitter".

Por isso, a rede social decidiu trabalhar em um novo sistema de verificação de contas.

O Twitter acredita que uma conta verificada entrega a ideia de um endosso da companhia às opiniões postadas pelo usuário.

O pequeno símbolo azul outorgado a Richard Spencer, uma das figuras prominentes da direita supremacista branca americana, foi eliminado. "Já não estou verificado! Já não temos direito a sermos brancos e ter orgulho disso", reagiu em um tuíte.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Dois seguranças envolvidos em agressões no Urban Beach ficam em prisão domiciliária
Os dois seguranças envolvidos nas agressões à porta da discoteca Urban Beach, em Lisboa, que estavam em prisão preventiva , vão passar a prisão domiciliária .

Japoneses pedem desculpa por comboio partir 20 segundos antes do previsto
Aconteceu na passada terça-feira, dia 14 de novembro, às 9 horas, 43 minutos e 40 segundos, na área metropolitana de Tóquio. A empresa, em comunicado, disse que a tripulação "não checou suficientemente" o horário de partida.

Simone e Simaria cancelam seis shows por problema de saúde
Segundo o comunicado oficial da dupla, Simone e Simaria " lamentam o ocorrido e contam com a compreensão e carinhos dos fãs ". A cantora está com uma infecção aguda de vias aéreas superiores e teve que fazer repouso absoluto.

Procuradoria pede que Barata Filho seja preso novamente
A decisão liminar foi ratificada em julgamento da Segunda Turma do STF, em outubro. A defesa sustenta que as cautelares não foram descumpridas pelo empresário.

Outras notícias