Conta de luz e gasolina puxam inflação ao consumidor em novembro

IGP-DI variou 0,80% em novembro revela FGV

O indicador foi divulgado nessa quarta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e com o resultado de novembro o índice acumula alta de 2,1% no ano e 2,29% nos últimos 12 meses. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de 1,06% para 10,02%. Já o índice do grupo Bens Intermediários subiu de 1,22% em outubro para 1,98%, em novembro. O índice de Bens Intermediários, que exclui combustíveis e lubrificantes para a produção, apresentou variação de 1,19%.

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) do mês de novembro apresentou variação de 0,21%, taxa 0,21 ponto percentual (p.p.) abaixo da apurada em outubro, quando o índice registrou variação de 0,42%.

Ainda assim, três das oito classes de despesa que compõem o índice subiram, com destaque para o grupo Transportes, que passou de 0,08% para 0,8%.

Em relação à taxa do IPC-Br nos últimos 12 meses, houve avanço de 3,35%, considerado um nível superior frente ao registrado pelo Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1. Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de -0,18% para 3,17%.

Em contrapartida, os grupos: Alimentação (0,24% para -0,26%), Despesas Diversas (0,32% para 0,08%), Comunicação (0,55% para 0,40%), Vestuário (0,05% para 0,01%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,42% para 0,39%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação.

Os demais acréscimos ocorreram em Educação, Leitura e Recreação (de -0,12% para 0,33%) e Habitação (de 0,70% para 0,77%), sob impacto de passagem aérea (de -6,88% para 3,88%) e tarifa de eletricidade residencial (de 3,37% para 3,98%), respectivamente. Em novembro, o índice de difusão, que mede a proporção de itens com taxa de variação positiva, foi de 50,30%, ficando 7,10 pontos percentuais abaixo do registrado em outubro, quando o índice foi de 57,40%.

A FGV constatou ainda que a inflação medida pelo IPC-C1 fechou o mês de novembro abaixo da taxa relativa ao IPC-Br, que mede a variação da inflação junto às famílias com rendimento de até 33 salários mínimos - neste caso, a taxa de novembro fechou em 0,36%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou taxa de 0,63%.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Número de linhas de telefonia fixa volta a registrar queda em outubro
Em números absolutos, foram encerradas 10.752 linhas de telefone celular no Estado entre setembro e outubro deste ano. Nos últimos 12 meses, as empresas autorizadas apresentaram redução de linhas de 37.197 linhas (-0,22%).

Milhares de independentistas manifestam-se em Bruxelas — Catalunha
Os cálculos dos participantes foram anunciados pelas organizações que mobilizaram os protestos e confirmados mais tarde pela polícia municipal da capital belga.

Suspeito morto pela polícia lavava dinheiro do PCC com empreendimentos em Maceió
Já foram arrecadados valores bastante significativos em moeda nacional e estrangeira, consoante registros fotográficos infra. Diversos bens, como carros de luxo, embarcações e imóveis de alto padrão estão sendo objeto de sequestro e apreensão.

Três mortos em tiroteio nos EUA
A escola está localizada na região de Four Corners e está perto da Navajo Nation, a cerca de 289 milhas a norte de Albuquerque. A escola de ensino médio Aztec High School, no Novo México, Estados Unidos, foi alvo de um tiroteio nesta quinta-feira (7).

Outras notícias