Copom anuncia décimo corte consecutivo e Selic chega a 7% ao ano

Copom inicia reunião que pode levar juro para mínima histórica de 7%

De abril a setembro, o Copom reduziu a Selic em 1 ponto percentual. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

A mínima histórica da Selic, de 7,25 por cento, havia sido atingida em outubro de 2012, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

De acordo com um levantamento divulgado a cada reunião pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management, mesmo após a redução da Selic, o Brasil está em quarto lugar no ranking dos países com maior juro real.

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A meta que deveria ter sido cumprida pelo Copom é de 4,5% com uma margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima e para baixo.

Na pesquisa Focus mais recente, feita pelo BC junto a uma centena de economistas, a expectativa é de uma inflação de 3,03 por cento em 2017, 4,02 por cento para o ano que vem e de 4,25 por cento em 2019.

Ainda em dezembro, no dia 21, o BC atualiza e detalha suas projeções de inflação com a divulgação do Relatório de Inflação (RI) do quarto trimestre.

"Uma frustração das expectativas sobre a continuidade das reformas e ajustes necessários na economia brasileira pode afetar prêmios de risco e elevar a trajetória da inflação no horizonte relevante para a política monetária", disseram os diretores, que justificaram que o quadro pode se tornar ainda mais grave. "Esse risco se intensifica no caso de reversão do corrente cenário externo favorável para economias emergentes". O ritmo de corte caiu para 0,75 ponto em outubro e para 0,5 ponto na reunião de ontem. O Copom só voltou a realizar cortes nos juros em outubro do ano passado.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Longe da Globo, Caio Castro pode apresentar reality de pegação na Band
Brasil é conhecido como um reality de relacionamentos carregado de palavrões, sexo e bebedeiras. A TV Bandeirantes comprou da MTV os direitos de transmissão do próximo "De Férias com o Ex".

Deputados do PMDB decidem fechar questão a favor de reforma da Previdência
A expectativa é de que a legenda decida pelo fechamento para obrigar os 60 deputados da sigla a votarem a favor da proposta. O governo, porém, pretende seguir firme e resistir às investidas por mais flexibilizações, apurou o Estadão/Broadcast .

¿Barcelona posterga la contratación de Yerry Mina?
Sobre el nombre del club chino que se interesó por él hay hermetismo: las partes prefieren no mencionarlo. El Barcelona podría perder a uno de los jugadores de mayor ascendencia en su plantel.

Esposa e amante são suspeitos de matarem soldado da PM em MT
Há informações de que Deise teria um caso extraconjugal com um homem, que também foi detido na segunda-feira. Porém não houve elementos para presumir eventual participação dele na morte do policial.

Outras notícias