Cresce casos de HIV e Estado intensifica ações no combate à AIDS

Cresce casos de HIV e Estado intensifica ações no combate à AIDS

O teste de HIV com base em condições de saúde específicas, como outras infecções sexualmente transmissíveis, hepatite viral, tuberculose ou certos tipos de câncer, também pode levar a um melhor diagnóstico.

No Dia Mundial de Luta Contra a Aids, celebrado nesta sexta-feira, 1, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Unidade Móvel do Programa IST/Aids, ofertou cerca de 200 testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C para a população, em uma ação realizada na Praça General Valadão, no Centro da cidade, em alusão a data.

Na Europa, os números seguem a tendência da última década.

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico do HIV, mais cedo será iniciado o tratamento contra a Aids. Dos diagnósticos deste ano, 13 estão na faixa dos 20 a 34 anos e 10 na dos 35 a 49. Para reduzir o número de futuras infecções, a Europa precisa se concentrar em três áreas principais, segundo a OMS e o ECDC. Também são, proporcionalmente, menos propensos a ter acesso ao tratamento.

Como o HIV/Aids "não tem idade", vale registrar que em 2016 houve 01 diagnóstico de HIV na faixa dos 05 a 09 anos e agora em 2017 foi registrado 01 caso de Aids na faixa dos 65 a 79 anos. O vírus é o causador da Aids, mas isso não significa que todas as pessoas que têm o vírus vão desenvolver a doença.

Apesar dos dados positivos, Santa Catarina apresenta a segunda maior taxa de detecção (casos/100 mil habitantes) de Aids do país, de acordo com o Ministério da Saúde, com 31,9 casos a cada 100.000 habitantes, atrás apenas do Rio Grande do Sul, que apresenta taxa de detecção de 34,7.

Segundo relatório da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), a América Latina registra avanços importantes no combate à doença, como reduções nas infecções infantis e diminuição das mortes por complicações da Aids, devido a avanços no tratamento. Já no ano anterior, esse indicador era de 19,5/100 mil. Esse grupo corresponde a 54% do total de 1.974 casos de HIV registrados no estado no ano passado, de acordo com os dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da SES/SC.

No Espírito Santo, de 1995 até dezembro de 2016, 13.215 pessoas foram diagnosticadas positivamente para a doença, sendo 8.691 homens e 4.524 mulheres, sendo 66% dos casos devido à transmissão sexual. A Rússia e a Ucrânia continuaram a ter uma grande influência na contaminação por HIV na Europa em 2016, contribuindo com 73% dos recém-diagnosticados na região e 92% no leste.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Distinção de Jerusalém como capital de Israel prejudica paz — Palestina
"Tal decisão vai gerar fúria nos mundos árabe e muçulmano, alimentar tensões e pôr em risco os esforços de paz". Uma lei de 1995 do Congresso dos Estados Unidos, entretanto, estabelece que a embaixada deve ficar em Jerusalém.

Temer dá início à "maratona" para tentar emplacar Reforma da Previdência
Entre os presidentes de partidos, são aguardados no encontro os dirigentes do PMDB, PP, PSD, DEM, PRB, PTB, Solidariedade e PSC. De acordo com o presidente da Câmara, a não votação da medida "é a vitória de Lula ou Bolsonaro".

Temperaturas baixas colocam nove distritos em alerta amarelo
Braga, Vila Real, Bragança , Guarda e Aveiro estão desde ontem, sábado, sob aviso amarelo devido ao frio. No Porto, os termómetros registarão 4ºC de temperatura mínima e 15ºC de máxima.

PM de Brasília evita ato terrorista com caminhão dos Bombeiros — Esplanada
No Congresso Nacional, eu paro - disse. Áudios obtidos pela reportagem revelaram também a negociação durante a perseguição. Após os tiros, o bombeiro perdeu o controle do veículo, que atingiu o meio-fio e parou.

Outras notícias