Ilan qualifica crescimento de moedas virtuais como 'bolha' ou 'pirâmide'

Presidente

Assim como tem procurado fazer nos comunicados e atas de reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, foi bastante claro e enfático hoje dizer o que pensa sobre o movimento de especulação em torno da criptomoeda bitcoin, que hoje é negociada perto de US$ 16,5 mil.

Diante do crescente interesse dos agentes econômicos sobre as moedas alternativas, o Banco Central emitiu em novembro um comunicado sobre o risco das criptomoedas. "Isso tem que ser levado em consideração por aqueles que compram e transacionam essas moedas". "Ou seja, comprar e passar para frente, o que é uma típica bolha ou pirâmide". "Não é algo que, como reguladores, temos que dar suporte". "Usar as moedas virtuais para atividades ilícitas não isenta o crime, a pena e a punição".

Quando questionado sobre o fato de americanos estarem hipotecando suas casas para comprar bitcoin, Ilan deixou uma recomendação: não façam isso! "Eu diria não hipoteque sua casa para comprar essas moedas", concluiu Goldfajn.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Ele está de volta! Sport oficializa contratação de Nelsinho Baptista
Ainda no aeroporto, o técnico foi recebido por personalidades da direção do Sport Club, como Alexandre Faria e Augusto Carreras. Nelsinho terá contrato até o fim de 2018 e já foi apresentado na Ilha do Retiro, na tarde desta terça-feira (12).

Líderes muçulmanos pedem que Jerusalém Oriental seja reconhecida capital palestina
Nesta cúpula, Erdogan espera convencer os países muçulmanos a darem uma resposta firme à decisão de Trump. O Irã não reconhece Israel e mantém relações tensas com a Arábia Saudita.

Ni No Kuni II: Revenant Kingdom adiado para março de 2018
Ni no Kuni II: Revenant Kingdom segue a história do rei Evan Pettiwhisker Tildrum, que foi destronado por um golpe e agora precisa retomar seu reino.

Democrata Doug Jones conquista vaga no Senado em derrota para Trump
No entanto, assim como as demais denunciantes, Corfman nega que tenha sido forçada a ter relações sexuais com Moore. Caso o candidato republicano perca, a maioria republicana no Senado ficará reduzida a apenas um senador.

Outras notícias