Temer dá início à "maratona" para tentar emplacar Reforma da Previdência

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia e o presidente Michel Temer durante evento em Brasília no Brasil

Durante jantar neste domingo (3) na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Temer não citou nominalmente o empresário Joesley Batista, chamado por ele de "desajustado da iniciativa privada", mas afirmou que a reforma estava bem encaminhada quando aconteceu "aquilo", em referência à delação dos executivos do grupo J&F que resultou em duas denúncias contra ele.

Assim como foi feito nas vésperas da votação da segunda denúncia contra Temer na Câmara, o governo fará um levantamento entre os parlamentares de partidos da base para saber quantos votos têm pela reforma. O secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, também participará da reunião, segundo o Palácio do Planalto.

"Todos os partidos vão trabalhar de hoje até quarta ou quinta-feira para que a gente possa na quarta à noite ou na quinta de manhã ter uma análise melhor de quantos votos a gente tem", afirmou Maia. O Executivo quer votar a reforma na Câmara ainda este ano. Acho que poderemos sensibilizar. De acordo com o presidente da Câmara, a não votação da medida "é a vitória de Lula ou Bolsonaro". Declarou também que tentará de toda forma aprovar as reformas: "Vamos fazer o possível e o impossível para poder aprovar". "Com essa consciência, nosso trabalho ficará mais fácil". Na pauta, claro, a Reforma da Previdência. Este será o começo das tentativas do governo do peemedebista de conseguir os 308 votos necessários para a aprovação das reformas na Previdência.

Entre os presidentes de partidos, são aguardados no encontro os dirigentes do PMDB, PP, PSD, DEM, PRB, PTB, Solidariedade e PSC.

Conforme Perondi, o governo ainda não tem os votos suficientes para aprovar a reforma, mas disse acreditar que os votos estão aumentando.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Última rodada tem briga por vaga na Libertadores e luta contra degola
Além do líder, Palmeiras, Santos, Grêmio , Cruzeiro, Flamengo , Vasco e Chapecoense se classificaram para a Libertadores. Coritiba e Avaí se juntaram à Ponte Preta e Atlético-GO e disputarão a série B do Brasileirão em 2018.

Sismo de seis na escala de Richter abala Equador
O presidente do Equador, Lenin Moreno, pediu calma à população através de uma mensagem publicada na sua conta de Twitter. O sismo deste domingo foi sentido em 10 das 24 províncias do país, segundo a Secretaria de Gestão de Riscos.

EUA e Coreia do Sul realizam maior manobra aérea conjunta
O objetivo é pressionar Pyongyang para que o regime de Kim Jong-un volte à mesa de negociações e desista de tornar o país numa potência nuclear.

El historial de Colombia ante sus rivales en el Grupo H
Bajo la dirección de Francisco Maturana, Colombia logró una victoria de 1 por 0 con gol de Giovanni Hernández. Pero de los siete partidos, todos amistosos. cuatro triunfos son de Colombia , dos de Polonia y un empate.

Outras notícias