Trump assina programa para levar homem à Lua e a Marte

Trump assina decreto que manda o homem de volta à Lua

"A diretriz que estou a assinar hoje irá reorientar o programa espacial dos Estados Unidos sobre exploração e descoberta humana, marcando o primeiro passo no retorno dos astronautas norte-americanos à Lua, pela primeira vez desde 1972", afirmou Trump, numa cerimónia na Casa Branca. "Esta diretiva vai assegurar que o programa espacial americano mais uma vez lidere e inspire toda a Humanidade". Muitos também temem que o novo foco na missão tripulada à Lua acabe por drenar recursos de outros programas científicos da Nasa, em especial os voltados às ciências planetárias, com uma série de bem-sucedidas missões de sondas robóticas que atraíram a atenção do público, entre elas, as recentes New Horizons, Cassini e Juno, e as de observação e estudo da Terra e seus sistemas, consideradas fundamentais nestes tempos de mudanças climáticas. É previsível que o reinvestimento na Lua adie por alguns anos a chegada a Marte.

A assinatura partiu da recomendação feita pelo Conselho Espacial Nacional dos EUA, que foi revivido por Donald Trump recentemente, sob o preceito de aconselhar e implementar as políticas espaciais do país, e estabelecer a exploração como uma prioridade nacional.

Apesar do anúncio, os planos de voltar a visitar o satélite da Terra ainda não têm datas definidas.

Ainda de acordo com Lightfoot, essas mudanças na política da agência podem permitir missões mais complexas, que fortaleçam a liderança dos Estados Unidos na exploração espacial.

Até agora, o programa Apollo da NASA foi o único a terminar com êxito a missão de fazer aterrar astronautas na Lua. A primeira missão tripulada ao planeta vermelho está planejada para acontecer na década de 2030.

A última vez que o homem pisou na Lua foi em 1972, na missão Apollo 17, realizada pela Nasa, mas as viagens para o astro foram interrompidas por causa de seu elevado custo.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Delegado da Lava Jato é exonerado do cargo na PF
As informações foram divulgadas no Diário Oficial da União de hoje. Rosalvo acompanhou a Lava Jato desde seu início, em março de 2014. Segundo a PF, 'a data da posse será comunicada oportunamente'.

Exército israelense diz que interceptou míssil que partiu da Faixa de Gaza
Essa decisão irritou muitos palestinos e o movimento do Hamas convocou uma nova intifada, um levante popular. Nenhuma vítima foi relatada, indicou em um comunicado.

Prefeitura de Matão - SP divulga Processo Seletivo para cadastro reserva
Dentre os cargos estão motorista, professor, monitor e nutricionista. Só será permitida a inscrição de um cargo por candidato.

35 anos depois, sauditas vão poder voltar aos cinemas
A Arábia Saudita vai levantar a proibição do funcionamento de cinemas públicos que está em vigor há 35 anos. De acordo com fontes locais, os primeiros cinemas voltarão a funcionar no próximo mês de março.

Outras notícias