Jair Bolsonaro revela que usou auxílio-moradia para 'comer gente'

Funcionária do Gabinete de Bolsonaro em Brasília vende açaí em Angra dos Reis no Rio de Janeiro

Após a Folha de S.Paulo noticiar que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) recebia auxílio-moradia de R$ 3.083 da Câmara, mesmo tendo apartamento em Brasília, o deputado tentou explicar que a verba seria para "comer gente".

Bolsonaro negou que o marido de sua funcionária seja caseiro de seu imóvel, mas admitiu que recebe seu auxilio em tarefas domésticas.

Apesar da remuneração, ela mora e trabalha vendendo açaí em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, nas proximidades da casa de veraneio do deputado federal.

Ao ser perguntado, o pré-candidato negou ter usado verba do auxílio para financiar um de seus apartamentos e debochou: "Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente". Você tá satisfeita agora?- disse, ao ser questionado se havia utilizado o benefício para comprar o próprio apartamento. Inclusive, tem mais ou menos 60m² o meu apartamento, vou passar para um de 200m². "Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago", disse. Eu vou ter paz. "Se meu filho assaltar um banco ou ganhar na Mega Sena agora, é problema dele, não é meu", afirmou. - Peraí, você tem que divulgar é o meu patrimônio.

Lembrado já disse ter sonegado impostos, Bolsonaro justificou que foi a situação foi um "desabafo" e que de agora em diante tratará desse episódio apenas como um deslize. Na ocasião, o deputado havia falado que "tudo é possível". Tanto é que não vai ter dinheiro para vocês da imprensa, que faz essa imprensa fake news como vocês aí. Na entrevista à Folha, ele se defendeu, definindo a afirmação como um "desabafo" em representação do povo. Foi um desabafo, e desabafo hoje de novo também.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Alemanha mais próxima de ter um governo
Horst Seehofer, da CSU, apontou a Páscoa, que este ano se comemora a 1 de Abril, como o ultimo prazo para o país ter um Executivo. Em novembro, Merkel falhou formar coligação com os democratas livres e os verdes.

Atenção ao falso cartão presente de 250 euros do Lidl — Fraude
Além disso, em declarações à TVI, fonte da empresa adianta que "já foram alertadas as autoridades competentes". A mensagem que está a ser partilhada é falsa e trata-se de uma fraude eletrónica.

"Em teoria", EUA podem reassinar Acordo de Paris — Trump
Donald Trump admite que os Estados Unidos da América podem voltar a integrar o Acordo de Paris para as alterações climáticas. Bem, certezas não existem ainda, mas Donald Trump, pelo menos, reconsiderou o acordo.

Filtros de óleo Mahle
Os filtros de óleo da Mahle são capazes de manter a quantidade do óleo a todos os momentos. Estes cartuchos são feitos de papel para assegurar que são amigos do ambiente.

Outras notícias