Jornal critica 'bagunça' em vestiário do PSG e relembra polêmicas

Neymar já protagonizou outra polêmica ao querer bater pênalti pelo PSG que tem Cavani como batedor  AFP

Nunca pressionei ninguém. Não é meu estilo. "Ele não sabia o tipo de problema que eu tive e que me fez chegar atrasado", esclareceu Pastore, que precisou abortar a viagem de Buenos Aires para Paris porque sua mulher, grávida de oito meses, teve complicações. Sempre fui leal ao clube. "Quero encerrar a minha carreira aqui", postou no Instagram.

No entanto, o técnico Unai Emery falou brevemente sobre o atraso do uruguaio e também do argentino Javier Pastore na reapresentação ao clube.

"Temos que pensar antes de fazer gestos como esse, não foi bom para o grupo e o clube". "Acho que Pastore avisou ao clube que queria sair". No final eles não encontraram um acordo. O argentino demorou dois dias para se reapresentar e não participou da vitória sobre o Amiens, por 2 a 0, nessa quarta, fora de casa, pela Copa da Liga Francesa. A outra semi será entre Monaco e Montpellier. O PSG volta a campo neste domingo, contra o Nantes, pela 20ª rodada do Campeonato Francês, às 18h. O Paris é o líder do Francês, com 50 pontos, nove a mais que o segundo colocado Monaco.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Guterres vai à Colômbia apoiar os esforços de paz
Apenas em 2017, migrantes enviaram para casa aproximadamente 600 bilhões de dólares em remessas, três vezes mais que a assistência oficial que recebem.

Acordo entre Merkel e social-democratas para formação do governo
Também, é citado um compromisso de reforçar a zona euro, o que faz parte das exigências marcadas pelos social-democratas do SPD.

Governo recorrerá ao STF para manter posse de Cristiane Brasil
Para evitar uma saia-justa com o PTB, contudo, ele preferiu manter a nomeação da ministra. A decisão é do vice-presidente do tribunal, desembargador Guilherme Couto de Castro.

Puigdemont fecha acordo que lhe garante a presidência
Ex-presidente da Generalitat e secretária-geral da ERC chegaram a acordo durante um jantar para a eleição da Mesa do Parlamento. A questão da investidura de Puigdemont será estudada pelos advogados da ERC, assim como os do próprio Parlamento catalão.

Outras notícias