Meghan Markle apaga as suas contas das redes sociais

Chris Jackson

As páginas foram desactivadas esta terça-feira, cerca de mês e meio depois do anúncio oficial do noivado com o príncipe Harry. À People, uma fonte próxima do Palácio de Kensington explicou que a actriz tomou a referida decisão por "não usar as suas redes sociais há algum tempo".

Há cerca de nove meses, Meghan desactivou o seu site pessoal, chamado The Tig, onde escrevia sobre viagens, comida e lifestyle.

Em meio a boatos de que Markle pode quebrar protocolo real ao convidar sua mãe para levá-la até o altar na cerimônia de casamento em maio de 2018, Grant disse que seu pai está se preparando para exercer a função. "A menos que um avião caia na cabeça dele, ele estará lá", disse a irmã de Markle.

A partir do momento em que anunciou seu noivado com Príncipe Harry, a atriz teve que fazer alguns sacrifícios. De acordo com o jornal britânico, os membros sénior da monarquia têm contas oficiais de Twitter e Instagram geridas por equipas de redes sociais das suas respectivas casas - à excepção do duque de Iorque, André, que por vezes escreve pessoalmente tweets e os assina "AY".

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Ex-refém dos talibãs acusado de cometer 15 crimes depois de libertado
Vale mencionar que a identidade das vítimas está sendo protegida pelo veto de publicação. Os incidentes teriam ocorrido nos últimos meses, depois da família voltar ao Canadá.

Barcelona-Celta de Vigo: 'Quartos' em disputa
Barcelona e Celta de Vigo prosseguem a luta por um lugar nos quartos-de-final da Taça do Rei. Luís Suárez, aos 30, definiu o placar do intervalo.

SC: Chuvas provocam deslizamentos e deixam desaparecidos
Preliminarmente, houve danos em escolas de Porto Belo , queda de dez postes de energia elétrica e em locais que vivem da pecuária. Os casos mais graves envolveram deslizamentos de terra e o desaparecimento de uma pessoa.

MEC antecipa divulgação de resultados do Enem 2017
O Enem é a principal maneira que os estudantes brasileiros possuem para ingressar no ensino superior público brasileiro. Já o Sistema de Seleção Unificado (Sisu ) abre no dia 20 de janeiro e permanece acessível até o dia 1º de fevereiro.

Outras notícias