MPF diz, em alegações finais, que recibos apresentados por Lula são falsos

Lula participa de debate sobre educação com ex-ministros no Centro de Piracicaba no interior de São Paulo.- Luciano Claudino  Agência O Globo

As alegações finais do Ministério Público Federal foram entregues na noite desta quinta-feira (11), em se tratando da definição a respeito da autenticidade dos recibos de aluguéis apresentados pela defesa de Lula O documento contendo a alegação conclusiva do Ministério Público, inclusive, com a assinatura do procurador e coordenador-geral da Lava Jato, Deltan Dallagnol, foi enfático ao afirmar que os recibos fornecidos por Lula são considerados "ideologicamente falsos".

Segundo os procuradores, Lula seria o verdadeiro dono de 1 apartamento vizinho ao que o ex-presidente mora, em em São Bernardo do Campo. Dois deles apresentam datas que não existem no calendário. A quantia teria sido repassada ao empresário para disfarçar o real proprietário do imóvel que, segundo os procuradores, é o ex-presidente Lula. O apartamento é usado, entre outras coisas, para abrigar os seguranças que fazem a escolta pessoal de Lula.

O contrato de aluguel entre Costamarques e a ex-primeira-dama foi assinado no ano de 2011. Em seguida, ele receberia os valores atrasados e passaria a receber o dinheiro mensalmente.

A visita do contador foi narrada por ele próprio em depoimento à Justiça e corroborada por documentos enviados pelo hospital. Só depois o juiz Sérgio Moro irá decidir sobre a veracidade dos documentos.

O documento também cita como prova registros de dez ligações telefônicas entre Costamarques e Teixeira no período da internação, o que indicaria que estariam combinando as assinaturas. Apesar da avaliação do MPF, a defesa de Costamarques ainda insiste na versão das visitas ao hospital.

(VII) Esse mesmo documento apócrifo não corresponde à realidade dos pagamentos feitos por D. Marisa, segundo os extratos bancários juntados aos autos, reforçando a sua imprestabilidade conforme planilha já apresentada pela defesa em 10/11/2017. No dia seguinte, porém, João Leite disse que aproveitou para pegar assinaturas que faltavam nos recibos de aluguel de Costamarques para atender seu rito de organização dos documentos de seus clientes. Os advogados do ex-presidente ainda irão apresentar suas alegações finais, assim como Costamarques.

O MPF chegou a pedir a Moro uma perícia para comprovar a autenticidade dos recibos. Essa decisão será levada em conta para a elaboração da sentença da ação penal sobre o terreno do Instituto Lula. "Ao invés de reconhecerem a improcedência da acusação, os procuradores passaram a colocar indevidamente sob suspeita a autenticidade dos recibos", diz trecho da nota.

Para os advogados, "ao agir dessa forma, o MPF revela que não tem critério na escolha das provas".

Além dessa atividade, neste sábado (13), a partir das quatro da tarde, na Praça XV, acontece o Grito de Carnaval em Defesa da Democracia e de Lula, organizado pela Frente Brasil Popular. "É a mesma lógica utilizada para recusar o depoimento do ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Durán", afirma.

Atualmente, Lula responde a três denúncias que foram formuladas pela força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Nela, o ex-presidente foi condenado a nove anos e meio de prisão.

A acusação diz que a empreiteira OAS reservou a ele um tríplex reformado em Guarujá (SP) como propina em troca de contratos com a Petrobras. O recurso de Lula nesse caso poderá resultar tanto em absolvição do ex-presidente, como até mesmo em um eventual aumento de pena, dependendo da análise dos desembargadores. Vários protestos vão acontecer em todas as capitais para denunciar a ilegalidade do processo judicial contra Lula.

A obra, no entanto, nunca saiu do papel e o terreno sequer foi transferido para a instituição. A defesa de Lula sempre negou as acusações.

O terceiro processo ainda está em fase inicial.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Planalto diz que Fazenda é que vai falar sobre rating da S&P
Uma dessas medidas é a reforma da Previdência. "O mercado , em tese, já era para ter precificado que a aprovação não ia acontecer. Sem ele, os financiamentos externos para empresas brasileiras ficam mais caros.

Boletim médico diz que Michel Temer 'passa bem' e pode viajar
De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital no final da tarde de hoje, "o presidente passa bem e já saiu do hospital". Temer passou por uma consulta de retorno dos procedimentos cardiológicos e urológicas aos quais foi submetido no fim de 2017.

Motociclista em alta velocidade e na contramão atinge carro — Vídeo
Um deles, que ficou gravemente ferido, foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional de Planaltina (HRP). O caso foi registrado na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina) e os investigadores não descartam a hipótese de suicídio.

Barcelona já vende camisa de Yerry Mina
O Palmeiras , então, precisa devolver a ele o dinheiro investido (R$ 11,7 milhões) com uma pequena correção. Na ocasião, foram R$ 12 milhões, o que, mesmo assim, garante um ótimo lucro de R$ 27 milhões ao clube.

Outras notícias