Sobe para três o número de mortes por febre amarela em SP

Campanha para intensificar o combate ao mosquito

"O homem, morador do Jardim Munhoz, região da Ponte Grande, esteve acompanhado da esposa duas vezes na chácara em Nazaré Paulista, em dezembro", diz a nota da Secretaria.

Os outros 15 casos foram registrados em Águas da Prata, Campinas, Santa Cruz do Rio Pardo, Tuiti, Mococa/Cássia dos Coqueiros, Jundiaí e Mairiporã.

Ao todo, já foram confirmadas doze mortes pela doença no estado desde janeiro de 2017, porém, ainda existem casos em análise.

Uma engenheira civil que trabalhava desde setembro em Mairiporã também foi infectada pela doença e está internada em estado grave no Hospital das Clinicas, na capital, mas não corre risco de morte, segundo familiares. A ideia é aplicar a dose concentrada nas áreas de risco. As fracionadas, que imunizam até nove anos, serão aplicadas nas demais regiões do Estado. A decisão foi tomada após a morte de dois homens que estiveram em dezembro em Mairiporã, na Grande São Paulo, foram infectados lá, mas moram na Capital. Parques já haviam sido fechados por precaução.

Após as primeiras mortes por febre amarela na Região Metropolitana de São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde anunciou que será liberada a vacinação para todo o Estado. Destes, 12 pessoas morreram.

Segundo Marcos Boulos, coordenador do Controle de Doenças, as vítimas viajaram para Mairiporã para passar as festa de fim de ano e acabaram contraindo febre amarela.

Não podem tomar: grávidas e mulheres que estão amamentando crianças menores de seis meses; doentes com câncer que fazem quimioterapia ou radioterapia; pessoas com alergia a ovos ou derivados; portadores de HIV ou qualquer doença que atinja o sistema imunológico; pessoas transplantadas. "Também devem passar repelente para evitar a picada do mosquito que transmite o vírus".

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Jogador de origem curda é alvo de tiros em estrada na Alemanha
No Twitter, o jornalista Ibrahim Naber publicou uma imagem do veículo de Deniz Naki com uma bala alojada perto da janela. Medo, os esquadrões de assassinato de Erdogan vão continuar até que todas as pessoas inconvenientes estejam em silêncio.

Daniela Ruah será a apresentadora do festival Eurovisão português
Catarina Furtado, Sílvia Alberto, Filomena Cautela e Daniela Ruah serão as apresentadoras do festival da Eurovisão deste ano. O Altice Arena é o espaço escolhido para receber a competição.

RJ registra aumento nos casos de feminicídio em 2017
Segundo a Justiça, foram registrados 34 casos a mais que no ano anterior, que tiveram 54 processos correndo na Justiça. O mês de outubro foi o que apresentou o maior crescimento: 13 registros, contra cinco no mesmo período de 2016.

Joel Tadjo reforça opções para o ataque de Daniel Ramos — Marítimo
O avançado camaronês, Joel Tadjo foi ao final da manhã de hoje, oficialmente apresentado como novo reforço do Marítimo. A agremiação lusitana poderá exercer a opção de compra caso queira ficar com o atleta em definitivo.

Outras notícias