Telecomunicações e transporte de carga aquecem setor de serviços

Restaurante a quilo no Rio setor de alimentação está no grupo de serviços

O setor de serviços registrou alta de 1% no mês de novembro de 2017 em comparação com o mês anterior, segundo os dados da PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), divulgada nesta sexta-feira (12) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O segmento de Outros serviços ficou estável (0,0%), mas houve avanços em Serviços prestados às famílias (0,9%); Serviços de informação e comunicação (0,9%); Transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,6%); e Serviços profissionais, administrativos e complementares (0,2%).

Também houve avanço na atividade de serviços de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (+0,6%) e de serviços profissionais, administrativos e complementares (+0,2%).

O volume do setor de serviços do Brasil em novembro cresceu 1% em relação a outubro, após quatro quedas seguidas no resultado frente ao mês anterior.

Apesar do resultado positivo do penúltimo mês do ano, o setor acumula queda de 3,2% no ano e de 3,4% em 12 meses - a menos acentuada desde novembro de 2015, quando recuava 3,1%.

Cinco dos seis segmentos de serviços pesquisados pelo IBGE tiveram aumento de outubro para novembro.

"A partir de outubro, começamos a observar o início de uma lenta recuperação".

"As atividades de Informação e comunicação e de Transportes puxam essa alta nos serviços". Para serviços andarem de forma mais rápida, é preciso nível de investimento maior, que estimula a contratação de serviços, e recuperação mais robusta do mercado de trabalho, que reage agora com a contratação de informais - disse o coordenador da pesquisa, Roberto Saldanha.

O setor de serviços acompanhou em novembro a maré positiva que já tinha beneficiado os desempenhos da indústria e do varejo. "As perdas apuradas pelo setor seguem explicitando a carência de investimentos na economia", avaliou Fabio Bentes, chefe Interino da Divisão Econômica da Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC), em nota. Na comparação com novembro de 2016 (sem ajuste sazonal), o volume de serviços variou -0,7%, contra -0,4% em outubro (revisado) e -3,2% em setembro. O agregado especial das Atividades turísticas teve alta de 0,9% em relação a outubro.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Jair Bolsonaro revela que usou auxílio-moradia para 'comer gente'
Você tá satisfeita agora?- disse, ao ser questionado se havia utilizado o benefício para comprar o próprio apartamento. Na entrevista à Folha, ele se defendeu, definindo a afirmação como um "desabafo" em representação do povo.

Alemanha mais próxima de ter um governo
Horst Seehofer, da CSU, apontou a Páscoa, que este ano se comemora a 1 de Abril, como o ultimo prazo para o país ter um Executivo. Em novembro, Merkel falhou formar coligação com os democratas livres e os verdes.

Atenção ao falso cartão presente de 250 euros do Lidl — Fraude
Além disso, em declarações à TVI, fonte da empresa adianta que "já foram alertadas as autoridades competentes". A mensagem que está a ser partilhada é falsa e trata-se de uma fraude eletrónica.

Preço da gasolina e diesel sofrem aumento nesta sexta-feira (12)
Segundo a estatal, o preço da gasolina será reajustado em 1,4% e do diesel em 0,7% nas refinarias. A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde julho do ano passado.

Outras notícias