Elon Musk diz que viagens para Marte pode acontecer ainda em 2019

Elon Musk diz que viagens para Marte pode acontecer ainda em 2019

"Eu acho que poderemos fazer vôos curtos, vôos para cima e para baixo, alguns ainda na primeira metade do próximo ano", disse Musk. Em palestra no South by South West (SXSW), em Austin, no Texas, o chefe da SpaceX e da Tesla afirmou que a colonização do planeta vermelho deve ser uma prioridade para a Humanidade.

O foguetão espacial Falcon Heavy, considerado "o mais poderoso do mundo", descolou com sucesso, no dia 6 de fevereiro, da Florida, com um carro elétrico Tesla vermelho.

O plano de Musk prevê que em 2022 serão enviadas duas missões ao planeta vermelho, com suprimentos e equipamentos, seguidas por duas viagens tripuladas ao planeta vermelho em 2024.

O objetivo a longo prazo desses projetos é a construção de bases na Lua ou em Marte, o que poderia garantir a sobrevivência da raça humana e, assim, promover a sua regeneração na Terra no caso de uma III Guerra Mundial, disse o bilionário.

- Se houver uma Terceira Guerra nós queremos nos assegurar que existirá sementes da civilização humana em outro lugar, para serem trazidas e encurtarem a duração dos anos sombrios - afirmou o bilionário, dizendo ser "improvável" que uma nova guerra mundial não aconteça: "Foi o nosso padrão no passado". Com o passar do tempo, porém, serão necessários investimentos pesados e Marte pode se tornar uma opção de negócio. 'Difícil, perigoso e com boa probabilidade que vão morrer.

Musk também falou sobre suas preocupações em relação à inteligência artificial. "Marquem as minhas palavras".

O empresário sugere então que é necessário criar uma "rede de segurança" que garanta a existência da humanidade no planeta terra. - A inteligência artificial é muito mais perigosa de bombas nucleares.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

STF determina realização de perícia médica em Jorge Picciani
Picciani foi preso no ano passado pela Polícia Federal na Operação Cadeia Velha, por suposto recebimendo de propina. Após a conclusão da perícia , o ministro vai decidir se concede prisão domiciliar a Picciani.

Evento com 2.471 prefeitos une Alckmin e Temer em Brasília
Em seu site, o ministério diz que 2.053 cidades estão aptas a assinarem o termo de adesão ao projeto. Em órbita desde maio de 2017, o satélite tem vida útil de 18 anos.

Barroso altera pontos do indulto de Natal editado por Temer
Pelas regras do decreto, quem tivesse sido condenado a pagamento de multa, mas não tivesse pago, também poderia ser libertado. O ponto mais controvertido era a possibilidade de concessão de indulto a quem cometeu crime de corrupção.

Trump espera tribunais para decidir sobre idade para compra de armas
A Casa Branca apoiará plenamente uma importante melhora e o fortalecimento das verificações de antecedentes [dos compradores]. Para a secretária de Educação, o projeto é "pragmático".

Outras notícias