Ex-secretário de Cabral e delegado são presos pela PF — Lava Jato

PF cumpre 24 mandados de prisão contra suspeitos de fraude em presídios do Rio- Diário Carioca

Além do superfaturamento, há indícios de pagamento de propinas com o esquema. A informação foi revelada em entrevista coletiva nesta terça-feira. Segundo Luiz Henrique Casemiro, superintendente-adjunto da 7ª Região Fiscal da Receita, a percepção é que este foi um teste para driblar os órgãos públicos de controle financeiro. Foram quatro operações totalizando R$ 300 mil em moeda digital.

Ele disse suspeitar de uma tentativa de mandar dinheiro para o exterior usando esse instrumento, que não é regulado na maior parte dos países.

Batizada de Pão Nosso, a operação é realizada para cumprir 16 mandados de prisão. Ambos foram presos nas suas respectivas residências na Barra da Tijuca. Já Felipe Paiva não foi encontrado. As conclusões partiram de depoimentos de outro operador de Cabral, Carlos Miranda, que fechou delação premiada. O colaborador afirmou ao MPF que havia um acordo entre Carvalho, quando ainda secretário, e Cabral para o repasse de propina nos contratos da secretaria.

Segundo o MPF, as irregularidades ocorreram a partir de um projeto de ressocialização de detentos através de oficinas de panificação. Felipe Paiva é apontado como sócio oculto da Iniciativa Primus e foi proprietário de outra empresa que fornecia alimentos à Seap, a Induspan.

"Após a rescisão do contrato, Paiva criou, por meio de laranjas, a OSCIP Iniciativa Primus, que sucedeu a Induspan no fornecimento de lanches em presídios do Rio de Janeiro", informa a Procuradoria da República. "Estima-se que o dano causado à SEAP seja de R$ 23,4 milhões", afirmam os investigadores. Eles avaliam que, por meio de uma complexa rede de empresas com as quais a Oscip celebrou contratos fictícios de prestação de serviços, Felipe Paiva tenha lavado pelo menos R$ 73,5 milhões. Segundo o MPF, o sócio de César Rubens na Precisão é Marcos Lips, apontado como responsável pela entrega de dinheiro em espécie ao núcleo central da organização criminosa que operava no estado do Rio de Janeiro na gestão de Cabral. Ele é sócio de César Rubens na Intermundos. Já pai e filho são sócios Finder Executive Consulting Assessoria.

César Rubens de Carvalho é mais um secretário da gestão de Sérgio Cabral (MDB) a ser preso na Lava Jato. A Esch Café já foi alvo de uma investigação que apontava um esquema de fraude no fornecimento de pães e lanches para presídios, que foi revelado pela TV Globo.

"Carlos Felipe Paiva fez uso do doleiro Sérgio Roberto Pinto para promover atos de lavagem de dinheiro por meio de contratos fraudulentos firmados com a Seap". A Operação Pão Nosso, um desdobramento da Lava Jato, prendeu, até o momento, pelo menos sete pessoas, entre elas o delegado da Polícia Civil Marcelo Luiz Santos Martins e o ex-secretário de Administração Penitenciária (Seap), coronel César Rubens de Carvalho.

Os presos serão indiciados por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Real Madrid pode ter ajuda de empresa para contratar Neymar
Com a participação da Nike , o valor de € 400 milhões não seria tão absurdo assim para o Real Madrid , explica o "AS". Atualmente, o Real Madrid recebe € 40 milhões (R$ 160 milhões) anuais da Adidas, com quem tem vínculo até 2020.

Eibar vs Real Madrid: Visitors arrive in inspired form after PSG win
He told reporters: "Well, I'm not going to talk about a player who is not mine". "The problem is, they are not open to sell right now anyway".

Faustão chama Marília Mendonça de "gordinha" e cantora rebate com pergunta inusitada
Fausto Silva escolheu a primeira parte do programa Domingão do Faustão deste domingo (11) para criticara política no Brasil. Faustão interrompeu a atriz e afirmou: "Isso já está acontecendo em outros lugares do Brasil".

Volkswagen anuncia grande recall para veículos brasileiros
Se isso acontecer, há grande risco de perda de dirigibilidade do veículo e, consequentemente, de acidente . A VW disponibiliza o telefone 0800 019 8866 e o site www.vw.com.br para agendamento e mais informações.

Outras notícias