Mineroduto se rompe e despeja minério em manancial de Minas Gerais

Reprodução  YouTube

Menos de três anos depois do acidente da Samarco, em Mariana (região Central), mais um problema ambiental acontece em Minas Gerais, provocado pela indústria da mineração.

Um mineroduto da empresa britânica Anglo American se rompeu hoje (12) em Minas Gerais, na região da Zona da Mata, e levou poluição ao Ribeirão Santo Antônio. Não houve vítimas ou desalojados. A captação e o abastecimento de água precisaram ser interrompidos. A pasta informou que o caso foi notificado também ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama).

A captação de água foi interrompida pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que está monitorando a situação e também fará a identificação de alternativas de captação e abastecimento. A empresa disponibilizou caminhões-pipa para atender aos moradores do município. A companhia esclarece que a medida é emergencial e pede à população que adote um consumo consciente. A informação foi confirmada pela a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad).

Com 525 quilômetros de extensão, o mineroduto Minas-Rio corta 32 municípios em Minas e no Rio. A Semad também solicitou à empresa que apresente um comunicado com as ações em desenvolvimento. O manancial fornece água para o abastecimento do município de Santo Antônio do Grama (MG), com população de aproximadamente 4,2 mil pessoas.

A chefe de gabinete da Prefeitura de Santo Antônio do Grama informou que ainda não tem detalhes do ocorrido, mas o que se sabe é que o ribeirão teria sido contaminado com o rompimento e que não houve transbordamento. "A prioridade é garantir as medidas de controle e mitigação dos impactos socioambientais", afirmou a mineradora em nota à reportagem. "A polpa consiste em 70% de minério de ferro e 30% de água, sendo classificada pela NBR 10.004, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), como resíduo não perigoso", escreveu.

A companhia afirmou ainda que não há informações sobre o volume de material que vazou com o rompimento do mineroduto.

Ainda segundo o a Anglo American, o fluxo do mineroduto foi interrompido e apenas água está sendo escoada.

A Anglo American também disse que já está coordenando ações em conjunto com a Suatrans, consultoria especializada no atendimento a urgências ambientais, e com o Senai, para amostragens de água e avaliação continuada.

"Equipes da Copasa e do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) da Semad já estão a caminho do local para averiguar a situação e determinar medidas ambientais cabíveis", informou a secretaria.

Ainda de acordo com o Ibama, "as informações recebidas até a noite de ontem pelo instituto apontavam que a polpa de minério (mistura de minério de ferro com água, para facilitar o escoamento pelo mineroduto) vazada não possui entre seus componentes substâncias químicas ou tóxicas".

Em nota, a Anglo American informou que, "nesse momento, os esforços (da empresa) estão concentrados em medidas emergências que garantam o abastecimento de água da cidade". Os dados foram divulgados ontem.

As exportações de produtos eletroeletrônicos cresceram mais de 16,8% em janeiro na comparação com o mesmo intervalo do ano passado.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Gabriel terá sido estrangulado no dia em que desapareceu
O suspeito foi então detido para a investigação, mas logo foi descartada sua participação no desaparecimento do garoto. A outra possibilidade é por ciúmes que a suspeita teria do menino e da boa relação que seus pais mantinham.

Relator diz que governo não tem votos para aprovar reforma da Previdência
Maia reconheceu que o governo não tinha votos para a provar o texto em fevereiro e disse que a proximidade com as eleições dificultaria ainda mais o trabalho de convencimento da base aliada.

Ibovespa inicia em alta com expectativa de mais corte na Selic
O próprio presidente da entidade monetária, Ilan Goldfajn, reconheceu que a inflação lenta vem surpreendendo até o BC . Para o ano que vem, a estimativa caiu a de 4,24% para 4,20%, segunda baixa consecutiva.

Morreu Hubert de Givenchy. Tinha 91 anos
Batizado Hubert James Marcel Taffin de Givenchy era filho dos marqueses Lucien e Béatrice Taffin de Givenchy . O estilista francês Hubert De Givenchy faleceu aos 91, de causa não divulgada.

Outras notícias