Ministra-adjunta do Trabalho demite-se após críticas por despesas

Rania Antonopoulos de pé próxima ao marido Dimitri Papadimitriou ao fundo

Por isso, ela tinha direito ao auxílio-moradia, voltado a membros do governo que não tinham residência na capital Atenas. Isso porque a mídia grega noticiou que a vice-ministra recebia mil euros mensais de auxílio-moradia nos últimos dois anos, mesmo sendo casada com um homem rico.

O governo decidiu, por sua vez, suprimir imediatamente o auxílio-moradia aos ministros que não são deputados, como era o caso de Rania Antonopoulos.

Segundo a imprensa grega, Antonopoulou, que se juntou ao governo do primeiro-ministro grego Alexis Tsipras em 2015, havia declarado ao fisco possuir ações na bolsa avaliadas em 276 mil euros (1,1 milhão de reais), além de contar com um rendimento anual de 57 mil euros (226 mil reais). Um milionário, ele declarou ao fisco em 2016 possuir 2,1 milhões de euros (8,3 milhões de reais), além de um rendimento anual de 366 mil euros (1,4 milhão de reais). Depois da revelação da imprensa, a vice-ministra se demitiu do governo.

"Nunca tive a intenção de insultar o povo grego".

Desde 2015, Rania Antonopoulou atuava como vice-ministra do Trabalho, atuando sobretudo na questão do desemprego no país. Em 23 meses, até agosto de 2017, a vice-ministra recebeu 23 mil euros de benefício (o equivalente, na cotação atual, a R$ 91,3 mil). "Estou ciente que a minha situação financeira reforçou a indignação da população", disse Antonopoulou através de um comunicado. "Eles (Antonopoulou e Papadimitriou) não deveriam apenas renunciar, mas deixar o país no próximo avião", disse Adonis Georgiadis, vice-presidente do partido liberal-conservador Nea Dimokratia.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Presidente de Moçambique visita a Suíça com paz e direitos humanos na agenda
De acordo com um comunicado da Presidência da República, Nyusi também deverá reunir-se com o secretário-geral da ONU António Guterres.

Sete jogadores punidos após confusão generalizada no Ba-Vi
Por conta da briga generalizada, os jogadores Yago , Rhayner , Denilson e Kanu foram julgados, todos por agressão. Por fim, Edson e Rodrigo Becão são acusados de agressão e podem ficar de fora de 4 a 12 confrontos.

Autorizados concursos públicos na PF e PRF
Segundo o presidente, o crime ultrapassou as fronteiras, como o tráfico de drogas, que se tornou um crime transnacional. A linha de financiamento do BNDES estará disponível por cinco anos e não exigirá aval do Tesouro Nacional.

STF inclui Temer como investigado em inquérito que investiga propinas da Odebrecht
A procuradora esclarece, no pedido encaminhado a Fachin, que o presidente não pode ser condenado enquanto durar o seu mandato. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Outras notícias