Irmã de Meghan Markle reclama que família foi excluída do casamento real

'Meia-irmã' critica Meghan Markle por ter excluído família do casamento

- O pano de prato oficial comemorativo do casamento do príncipe Harry e com a americana Meghan Markle foi colocado à venda nesta segunda-feira no Reino Unido, com a prévia autorização do casal. "Por respeito e humanismo, os Markles deveriam ter sido convidados se 2000 completos estranhos também foram", esgrimou durante uma entrevista ao jornal britânico Daily Mirror. "Nosso tio que conseguiu o estágio pra ela, o irmão, eu, a melhor amiga dela de 30 anos, Nikki Priddy, sobrinhos".

Em outro tweet, Samantha M. Grant fala que os Markle estavam entrando para a família real, mas não seriam convidados para o casamento. "Não é uma questão de proximidade, família é família", adiantou.

Importa sublinhar que para a cerimónia, que está marcada para o dia 19 de maio, para além de 600 convidados de Harry e Meghan, também foram chamados 2500 cidadãos. O contrário acontece com a mãe, que já foi convidada. "No meu novo cargo, trabalharei para apoiar a rainha, o meu pai, príncipe de Gales, e o meu irmão William, que sabem que os jovens são a resposta para os desafios de hoje", disse.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Sheik confirma conversas por renovação: "vim porque amo o Corinthians"
Com a conquista do título estadual em cima do Palmeiras, nos pênaltis, a convicção de que o veterano, de 39 anos, merecia continuar ganhou ainda mais defensores dentro do clube.

Justin Bieber dá murro na cara de um homem para defender mulher
O TMZ afirma que o agressor foi expulso da festa e seguiu um carro, acreditando que era Bieber quem estava dirigindo. O canadense estava conversando com alguns convidados da festa quando o rapaz entrou e foi em direção à mulher.

"Liga Europa é a prioridade" — Wenger
A competição tem, aliás, sido dominada por Espanha e Inglaterra, cujos clubes se impuseram em sete das últimas oito edições. Apenas o FC Porto conseguiu contrariar o domínio daqueles dois países, ao conquistar o troféu, em 2011.

Imigrantes de países africanos em Israel libertados
Os violentos confrontos são uma tentativa de mascarar ataques terroristas que estavam a acontecer acima e abaixo terra". O principal ponto de entrada era na cidade palestina de Jabalia.

Outras notícias