Mesmo após ataques aéreos, Assad lança ofensiva contra rebeldes na Síria

Reprodução  TV Síria

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, afirmou neste domingo, 15, que os ataques aéreos do Ocidente contra seu país foram acompanhados por uma campanha de "mentiras" no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.

A Rússia, que apoia Assad a combater militantes e rebeldes que se opõem ao seu governo, condenou imediatamente a acção e convocou uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU.

O líder sírio disse ainda que Rússia e Síria "não só estão em uma batalha contra o terrorismo, mas também para proteger a lei internacional baseada no respeito à soberania dos Estados soberanos e à vontade dos seus povos".

"Do ponto de vista do presidente, isso foi uma agressão e nós compartilhamos essa posição", disse o parlamentar Sergei Zheleznyak, segundo a agência de notícias russa TASS, após a reunião com Assad na capital síria, Damasco. "Os filmes americanos nos dizem que o armamento russo é antiquado, mas agora vimos quem realmente está atrasado", afirmou o presidente sírio, segundo Sablin.

A Rússia tem sido o maior aliado de Al-Assad numa guerra contra a insurgência rebelde que tomou contra do país depois do início da Primavera Árabe em 2011.

Os Estados Unidos, o Reino Unido e a França lançaram um ataque com mísseis no sábado (noite de sexta-feira em Brasília) que destruiu boa parte da capacidade síria de produzir armas químicas, de acordo com o Departamento de Defesa americano.

Segundo Sablin, Assad prometeu dar preferências às empresas russas na reconstrução da Síria e vetar a participação de companhias ocidentais em licitações. Já os americanos e aliados justificam a ofensiva como um recurso ao uso de armas químicas por parte do governo sírio contra a população de Douma.

O chefe do Kremlin denunciou ontem que a "agressão" à Síria ajuda os terroristas que atuam no país árabe e advertiu que o ataque ameaça o sistema de relações internacionais.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Schalke vence o Dortmund e consolida vice-liderança
Uma perda de bola de Marcel Schmelzer , um contra-ataque rápido e um tiro de Yevhen Konoplyanka para o 1x0. No dérbi clássico alemão da região de Ruhr, o Schalke 04 levou a melhor sobre o rival Borussia Dortmund .

"Resultado mais justo seria o empate" — Rui Vitória
Estamos na 2.ª posição e faltam quatro jornadas, que vamos disputar de forma muito determinada. O que resta do campeonato: Já tivemos em situações bem piores neste campeonato.

América-MG aproveita falhas do Sport e estreia no Brasileirão com goleada
O próximo jogo do América-MG será contra o Flamengo, no sábado, dia 21 de abril, às 19 horas (de Brasília), no estádio Maracanã. E se depender do retrospecto contra o Sport atuando como mandante, o América leva uma boa vantagem diante do time pernambucano.

Médica que atropelou e matou verdureiro estava embriagada diz Polícia Civil
O casal apresentava visíveis sinais de embriaguez e Leticia foi autuada por homicídio culposo no trânsito e omissão de socorro. O acidente foi registrado por volta das 20h, próximo aos bairros Cidade Alta e Coophamil, em frente a agência do banco Itaú.

Outras notícias