Presidente da Guiné-Bissau exonera Artur Silva de primeiro-ministro

Aristides Gomes vai ser nomeado primeiro-ministro da Guiné-Bissau

Aristides Gomes, antigo Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau em 2005, é o novo Primeiro-Ministro Do País e deve ser empossado no cargo ainda esta segunda-feira, 16, após o Presidente da República José Mário Vaz cumprir todas as formalidades. Aristides Gomes é assim o sétimo primeiro-ministro nomeado por José Mário Vaz, eleito Presidente em 2014.

José Mário Vaz prometeu nomear Aristides Gomes, de 63 anos, novo chefe do Governo guineense ainda hoje, através de um decreto presidencial.

A Guiné-Bissau está há quase três anos mergulhada numa crise política.

Ainda nesta segunda-feira, e dando continuidade a outra decisão da cimeira da CEDEAO, o Presidente José Mário Vaz publicou um decreto a marcar as eleições legislativas para o dia 18 de Novembro.

Os líderes da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO) patrocinaram, no último sábado, em Lomé, no Togo, um entendimento entre os atores políticos guineenses, cuja essência passa pela nomeação de Aristides Gomes como novo primeiro-ministro.

O nome de Aristides Gomes ficou retido como figura consensual para liderar o próximo Governo guineense na sequência de conversações entre os dois principais partidos no Parlamento, o PAIGC e o PRS (Partido da Renovação Social).

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Teaser anuncia a estreia da segunda temporada de "Cara Gente Branca"
No comparativo do ano anterior, a companhia avançou 40%, para US$ 3,7 bilhões. Já havia uma expectativa alta quanto aos números do primeiro trimestre.

Garoto pergunta ao Papa se seu pai ateu estaria no Céu
Ao ver o pranto do menino, o Papa o recebeu com um abraço e pediu com afeto que ele fizesse a sua pergunta ao seu ouvido. Apesar das suas crenças, o pai de Emanuele batizou-o e aos seus três irmãos, dois rapazes e uma rapariga.

Latam pode criar sua própria "low cost" na América do Sul
Um modelo parecido poderia ser explorado também na Argentina, acrescenta o jornal. Não há informações se o Brasil também teria uma subsidiária.

Do cárcere, ex-presidente Lula envia carta aos acampados em Curitiba
Continuo acreditando na Justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado. Estou muito agradecido pela resistência e presença de vocês neste ato de solidariedade.

Outras notícias