CEO´s de empresas em bolsa com aumento de 40% no ordenado

1. António Mexia
É o presidente-executivo da EDP. Em 2017 teve uma remuneração bruta de 2,3 milhões de euros. É frequentemente apontado como o gestor mais bem pago de Portugal e ganha mais de 49,5 vezes mais em relação ao restantes trabalhad

A média das remunerações dos CEO das empresas cotadas na bolsa aumentou mais de 40% em três anos, um valor 46 vezes mais alto do que o custo médio que têm com os seus funcionários.

Segundo o Diário de Notícias, a remuneração média dos presidentes executivos das empresas do PSI 20 foi de um milhão de euros, um valor que aumentou mais de 40% nos últimos três anos.

As contas são apresentadas hoje pelo site Dinheiro Vivo e mostram que, em média, o CEO de uma empresa do PSI 20 recebe um milhão de euros por ano.

Além disso, não foram apenas os salários dos responsáveis máximos a aumentar, também se verifica o mesmo com as remunerações dos outros elementos dos conselhos de administração. No total, o custo com estes responsáveis das empresas subiu 43%, ascendendo a 57,5 milhões de euros.

Há três anos esta diferença era de 33 vezes.

Já o custo médio assumido pelas empresa com cada funcionário ficou praticamente estagnado: 21,7 mil euros anuais. Estas contas agregam os gastos com pessoal (nomeadamente remunerações, prémios, outros encargos e indemnizações) e exclui os dados da Pharol e da Sonae Capital, por não terem número significativo de trabalhadores. As empresas engordaram os quadros de pessoal em 35 mil. No final de 2017 empregavam quase 250 mil funcionários.

Desde 2015, os lucros acumulados das empresas da bolsa subiram 50%, totalizando mais de 3,5 mil milhões de euros. Essa melhoria da rentabilidade é uma das explicações para as subidas das remunerações pagas aos gestores, que tendem a ter uma componente variável. O maior fosso regista-se na Jerónimo Martins. Os aumentos salariais não são restritos aos presidentes executivos destas empresas. O custo médio com trabalhadores foi inferior a 13 mil euros.

O Dinheiro Vivo indica que António Mexia, CEO da EDP, é o que mais ganha em Portugal, recebendo uma remuneração anual de 2290 milhões de euros. Há três anos, tinha ganho 1,15 milhões, mais 23 vezes do que os funcionários da empresa, revela o matutino.

É no sector do retalho que se sente uma diferença mais expressiva entre o salário médio de um presidente executivo e o salário médio de um trabalhador, em parte, porque se praticam salários mais baixos. "Ainda que possa variar em função do setor de atividade, por exemplo, é necessário fixar limites para evitar abusos". Nas empresas norte-americanas cotadas era de quase 190 vezes, nas alemãs de cerca de 150 e nas suíças de 130.

Em Portugal as empresas ainda não são obrigadas a divulgar e explicar o rácio entre salários de CEO e trabalhadores.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

RAGE 2 Confirmado pela Bethesda - Trailer Oficial
Infelizmente não saberemos se isso se reflete em si no game até esta terça-feira (15), quando o trailer de gameplay for divulgado. Primeiro 'Rage' foi lançado em 2010. " Rage 2 ", por sua vez, deve expandir a ideia para uma aventura em mundo aberto.

Jennifer Aniston e Brad Pitt estariam juntos novamente, diz revista americana
A informação da publicação é de que o casal teria recebido uma mãozinha de outro astro de Hollywood, o ator George Clooney . O caso mais recente envolveu o artista e Neri Oxman, arquiteta e professora universitária 12 anos mais nova do que ele.

Margot Kidder (1948-2018): morreu a Lois Lane dos anos 1980
Margot iniciou sua carreira no cinema em 1968, no filme canadense The Best Damn Fiddler from Calabogie to Kaladar . A informação foi revelada esta segunda-feira por uma agência funerária do estado norte-americano de Montana.

Grazi Massafera posta foto com a filha, Sofia, e semelhança impressiona
Grazi Massafera e o ex-marido, Cauã Reymond , são bastantes discretos quando o assunto é a única filha do ex-casal, Sofia . Primeiro, a atriz postou uma foto ao lado do namorado, Patrick Bulus, com quem mantém relações há cerca de dois anos.

Outras notícias